Era uma tarde abafada de 28 de setembro. Após discursar, orgulhoso, em cima de um palanque, na fábrica da Toyota localizada em Indaiatuba (SP), o peruano Rafael Chang foi ovacionado pelo público. O CEO da montadora para o Brasil havia acabado de anunciar um investimento de R$ 1 bilhão para a manutenção daquela planta. “Daqui para a frente, parte de nosso portfólio de produtos vai ser híbrido. Esse é um dos pilares de estratégia da Toyota do Brasil”, disse ele, na ocasião. A Toyota foi a primeira montadora a divulgar investimentos no País, após o anúncio do programa Rota 2030, em julho, marcando o que pode ser o início de uma nova era para o setor no Brasil. Mas também houve investimentos e negócios relevantes em outros segmentos, como a criação de duas gigantes – nascidas das fusões entre Suzano e Fibria e entre Boeing e Embraer – e novidades no setor aéreo.

A vez das montadoras

Uma das exigências do programa Rota 2030, anunciado pelo governo federal em julho, é modernizar o setor automotivo, principalmente com o desenvolvimento de carros híbridos e elétricos. Para obter benefícios tributários, as montadoras terão de dedicar um percentual de suas receitas a pesquisa e desenvolvimento. O governo decidiu jogar junto: zerou a alíquota de Imposto de Importação de carros híbridos e reduziu o IPI sobre híbridos e elétricos. Com isso, GM, Nissan, Volkswagen, Renault e BMW já anunciaram modelos que chegam às ruas em 2019.

A maior do planeta

Em novembro, Suzano e Fibria, as duas maiores produtoras mundiais de celulose, tiveram sua fusão aprovada pela Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) e publicada no Diário Oficial da União. O negócio deu origem a maior companhia do setor no planeta, com valor de mercado superior a R$ 100 bilhões. O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) e órgãos reguladores do Brasil, China, Estados Unidos e Turquia já aprovaram a operação.

Horizonte seguro

O governo de Michel Temer avançou em acordos de ‘céus abertos’ com diversos países. Em março, por exemplo, o Senado aprovou um projeto que retirou o limite de frequência de voos entre o Brasil e os Estados Unidos – antes fixado em 301 frequências semanais. Com o acordo, aéreas como a American Airlines, Latam e outras estrangeiras de baixo custo reforçaram
a aposta no mercado brasileiro. Em outros países, acordos similares estimularam a competição, a ampliação da oferta de voos e o barateamento dos serviços. E ao apagar das luzes de 2018, veio mais uma boa notícia para o setor. No último dia 13, Temer assinou Medida Provisória que autoriza as empresas de aviação nacionais a ter 100% de capital estrangeiro, derrubando o limite que havia, de 20%.

Potência dos ares

Na penúltima semana do ano, Embraer e Boeing anunciaram a aprovação da fusão – chamada pela estatal brasileira de “parceria estratégica” – das companhias, para combinação de ativos na área de aviação comercial. Para ter participação de 80% na joint venture, a Boeing pagará US$ 4,2 bilhões, considerando que o valor de mercado da Embraer está avaliado em US$ 5,2 bilhões. Na ocasião, a estatal divulgou que o negócio está sujeito à aprovação do Governo Brasileiro e, em seguida, será submetido às autoridades regulatórias e aos acionistas.

Receba as “Notícias De Indaiatuba’ no Seu WhatsApp Os leitores que solicitarem o serviço gratuito irão receber, direto nos seus aplicativos, as principais notícias do dia. Estar sempre conectado aos aplicativos de mensagens instantâneas, como o WhatsApp, não significa estar desinformado. Com o Notícias de Indaiatuba, você pode receber diariamente as principais notícias do dia no seu celular. Para participar, basta adicionar nos seus contatos o número (19) 98122-4163 e enviar uma mensagem pelo WhatsApp, enviando a palavra “Notícias de Indaiatuba” (quem já é adepto do serviço continuará recebendo as notícias pelo número divulgado anteriormente). O esquema de envio será via lista de transmissão. Isso significa que os leitores que optarem por receber o conteúdo só serão notificados pelo Notícias de Indaiatuba, que administra o grupo.

Artigos relacionados
Carregar mais por - redação
Carregar mais em Notícias
Comentários estão fechados.

Leia também

Inscrições para oficinas culturais no Cras do Campo Bonito acontecem na próxima semana

Notícias Inscrições para oficinas culturais no Cras do Campo Bonito acontecem na próxima s…