Em mais de 70 requisitos avaliados pelo MEC, curso de medicina da UniMAX obteve nota máxima

A cidade de Indaiatuba vive um marco histórico: a conquista do primeiro curso de Medicina do município e que foi trazido pela UniMAX – Centro Universitário Max Planck. Avaliado como um dos 14 melhores entre mais de 300 Instituições de Ensino em todo o país, o curso de Medicina de Indaiatuba obteve do MEC (Ministério da Educação) nota máxima (5) em todas as dimensões analisadas: projeto pedagógico, coordenação, corpo docente e infraestrutura. Ao todo foram mais de 70 itens avaliados.
Essa conquista é resultado de uma jornada de cerca de cinco anos de dedicação, cujo trabalho foi encabeçado pelo Reitor do Centro Universitário Max Planck, professor Dr. Ricardo Jorge Tannus, e conta com parcerias com o Haoc (Hospital Augusto de Oliveira Camargo), o Hospital Sírio-Libânes e a Prefeitura de Indaiatuba.

LABORATÓRIO DE ANATOMIA Formação profissional baseada na vivência prática da carreira

LABORATÓRIO DE ANATOMIA Formação profissional baseada na vivência prática da carreira

Autorizado pela Portaria 786 de 1/11/2018 publicada no Diário Oficial da União no dia 6 de novembro, o curso de Medicina de Indaiatuba oferece 80 vagas e teve seu primeiro Processo Seletivo no dia 2 de dezembro. Carla Bessa, mãe da aluna Gabriela Bessa, esteve no receptivo do processo e elogiou a organização feita pela UniMAX. “Minha filha já participou de vários vestibulares em todo o Brasil, mas essa é a primeira vez que vejo algo tão organizado, marcante e com uma proximidade tão grande com o reitor, diretores e professores”, enaltece.
Coordenada pela professora Dra. Valéria Vernaschi Lima, a graduação oferece uma formação profissional diferenciada que alia ciência, tecnologia e humanização. “A preparação dos futuros profissionais para enfrentarem os desafios da prática médica no século 21 privilegia o desenvolvimento de capacidades ética, científica, de autonomia, de aprendizagem ao longo da vida, de trabalho em equipe e de responsabilidade social e ambiental”, explica a coordenadora.
Dra. Valéria destaca que para dar respostas às necessidades da formação médica no mundo contemporâneo, o currículo do curso de Medicina de Indaiatuba é orientado por competência (Diretrizes Curriculares Nacionais de 2014); baseado em metodologias ativas de ensino-aprendizagem; integrado (básico-clínico; teoria-prática; simulação-realidade; ciência-arte); articulado (atividades curriculares obrigatórias, complementares, optativas e eletivas); desenvolvido em cenários reais do Sistema de Saúde e; avaliado continuamente com foco no desenvolvimento de competência.
Para isso, os recursos educacionais da UniMAX contam com biblioteca, espaços de autoaprendizagem, laboratórios básicos, de habilidades clínicas e de gestão da clínica equipados com tecnologia de ponta que dão suporte à construção dos conhecimentos. “A combinação de práticas simuladas e reais, além do uso de metodologias ativas são estratégicas para o desenvolvimento contextualizado do conhecimento profissional. Os docentes trabalham com os estudantes distribuídos em pequenos grupos e equipes, acompanhando o desenvolvimento de cada um”, salienta Dra. Valéria.
A coordenadora revela, ainda, que desde o primeiro ano do curso, os estudantes serão inseridos em Equipes de Saúde da Família e iniciarão suas práticas no SUS (Sistema Único de Saúde), acompanhando as famílias ao longo da formação, trabalhando com promoção e prevenção. As atividades hospitalares começam no quarto ano do curso e as práticas serão supervisionadas por preceptores dos Serviços de Saúde e docentes da UniMAX.
Os convênios do Centro Universitário Max Planck com a Secretaria Municipal de Saúde de Indaiatuba e Hospital Augusto de Oliveira Camargo garantem o desenvolvimento das práticas no Sistema de Saúde de Indaiatuba. A cooperação com o Hospital Sírio-Libanês responde pela qualificação do corpo docente e dos preceptores em metodologias ativas e em tecnologias inovadoras na assistência, gestão na educação e na saúde. Já os núcleos de apoio aos docentes, estudantes e de gestão e avaliação curriculares garantem a qualidade e a atualização permanentes da formação.
“O compromisso com a melhoria da saúde das pessoas por meio de uma medicina de excelência e humanizada é o principal valor da formação médica oferecida pela UniMAX”, ressalta a coordenadora.

_______________________________________________________________________

 Parceria Educacional: Adobe Photoshop PDF Untitled-1 11 - hospital-sirio-libanes-original

DIFERENCIAIS:
• Formação ética, crítica e reflexiva;
• Articulação entre ciência e humanização;
• Currículo orientado por competência profissional;
• Metodologias ativas em pequenos grupos;
• Acompanhamento das trajetórias singulares de formação dos estudantes;
• Laboratórios básicos e clínicos equipados com tecnologia de ponta;
• Biblioteca com acervo atualizado e disponível para acesso remoto;
• Carga horária protegida para estudos autodirigidos;
• Práticas simuladas e no Sistema de Saúde desde o primeiro ano;
• Preceptores e docentes acompanham as atividades no Sistema de Saúde;
• Acompanhamento psicopedagógico do estudante;
• Programas acadêmicos de extensão e pesquisa;
Docentes capacitados e;
• Compromisso social com a qualidade da saúde em Indaiatuba e região.

BIBLIOTECA 800m2 de área construída aberta para alunos e comunidade, localizada no campus I

BIBLIOTECA 800m2 de área construída aberta para alunos e comunidade, localizada no campus I

ANFITEATRO Inaugurado em agosto de 2018 com capacidade total para 510 convidados

ANFITEATRO Inaugurado em agosto de 2018 com capacidade total para 510 convidados

_______________________________________________________________________

Conheça a coordenadora do curso em Indaiatuba

Dra. Valéria Vernaschi Lima

Dra. Valéria Vernaschi Lima, Dra. tem vasta experiência profissional e educacional

A Dra. Valéria Vernaschi Lima possui graduação em Medicina pela Faculdade de Medicina de Marília (1984), mestrado em Saúde Pública pela Universidade de São Paulo (1994) e em Educação para Profissionais de Saúde pela Universty of Illinois at Chicago (2001), doutorado em Saúde Pública pela Universidade de São Paulo (2000) e pós-doutorado na Escola Nacional de Saúde Pública – Fiocruz (2005). Atualmente é professora associada do Departamento de Medicina e do Mestrado em Gestão da Clínica da Universidade Federal de São Carlos – UFSCar. Tem experiência na área de Medicina, com ênfase em Educação de Profissionais de Saúde Médica, atuando principalmente nos seguintes temas: metodologias ativas de ensino-aprendizagem, aprendizagem baseada em problemas, organização curricular, currículo orientado por competência, avaliação de estudantes, avaliação de programas de saúde e de educação, gestão da clínica e educação permanente de profissionais de saúde.

Fonte: Jornal Exemplo

Artigos relacionados
Carregar mais por redação
Carregar mais em Notícias
Comentários estão fechados.

Leia também

Viracopos inicia Operação Fim de Ano com expectativa de 834 mil passageiros

O Aeroporto Internacional de Viracopos inicia hoje (14/12) a Operação Fim de Ano/Feliz 201…