Notícias

Prefeitura orienta a intensificação dos cuidados para prevenir a proliferação do Aedes Aegypti

  • Publicação: 04/01/2019 16:06h
  • Redator(es): Laís Fernandes
  • Release N.º: 6
Foto

Foto: Arquivo – Eliandro Figueira RIC/PMI

A Prefeitura de Indaiatuba por meio do Programa de Controle da Dengue vinculado à Secretaria de Saúde orienta a população para intensificar os cuidados e prevenir a proliferação do Aedes Aegypti no período de férias, principalmente quando a família deixa a residência para viajar. No período que compreende os meses de janeiro a maio é registrado o maior número de casos de Dengue durante o ano. As condições climáticas do Verão, com chuvas e altas temperaturas, junto ao deslocamento de pessoas nesta época, são fatores que influenciam o alto do índice da doença.

Em caso de sintomas das arboviroses Dengue, Chikungunya e Zika durante a viagem ou no retorno, é necessário procurar uma Unidade de Saúde para atendimento, não tomar medicamentos sem orientação médica e informar ao profissional de saúde a localidade onde esteve nos últimos 14 dias.

As pessoas que têm viagem planejada devem ficar atentas para locais onde há concentração de número de casos de Dengue, Zika Vírus e Febre Chikungunya. A recomendação é que busquem informações com a Vigilância em Saúde do município de destino e adotem métodos de prevenção destas doenças. Entre eles, o uso de repelentes aprovados pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) uso de acordo com as instruções descritas no rótulo da embalagem, a eliminação de possíveis criadouros no local de hospedagem e também manter portas e janelas fechadas, usar calça e camisa de manga comprida de preferência cores claras.

Além da prevenção no deslocamento, deve-se ter cuidados com a residência durante a ausência dos moradores. “A orientação é não deixar objetos que acumulem água na casa fechada, nem expostos à chuva”, comenta o coordenador do Programa de Controle da Dengue, Ulisses Bernardinetti. Outro alerta é direcionado aos moradores de imóveis com piscinas. Nesse caso, devem solicitar a parentes e pessoas de confiança que tratem a piscina com cloro semanalmente.

Quem possui animais de estimação também precisa ter atenção redobrada. Caso não possa deixá-los aos cuidados de outro responsável, o responsável deve recorrer a alguém de confiança para visitas em dois períodos diários para alimentação e higienização dos recipientes de comida e água, também a recolha de fezes do espaço dos animais.

Aos moradores que ficarão em Indaiatuba durante as férias, é importante reforçar as orientações de verificar o imóvel 10 minutos por semana e fazer a eliminação dos criadouros, manter as calhas limpas, manter ralos limpos e/ou fechados, tampar tonéis, caixas d’água, não descartar materiais em terrenos baldios e não manter pratos embaixo de vasos de plantas.

Dengue, Zika e Chikungunya são doenças causadas por vírus e transmitidas pelo mesmo mosquito, o Aedes aegypti. Apesar de terem a mesma origem, as três têm alguns sintomas diferentes e é muito importante saber identificá-los, pois eles podem se confundir se não forem analisados com cuidado.

Sintomas Dengue

A infecção por dengue pode ser assintomática, leve ou causar doença grave, levando à morte. Normalmente, a primeira manifestação da dengue é a febre alta (39° a 40°C), de início abrupto, que geralmente dura de 2 a 7 dias, acompanhada de dor de cabeça, dores no corpo e articulações, prostração, fraqueza, dor atrás dos olhos, erupção e coceira na pele.

Perda de peso, náuseas e vômitos são comuns. Na fase febril inicial da doença pode ser difícil diferenciá-la. A forma grave da doença inclui dor abdominal intensa e contínua, vômitos persistentes, sangramento de mucosas, entre outros sintomas.

Sintomas Chikungunya

Os principais sintomas são febre alta de início rápido, dores intensas nas articulações dos pés e mãos, além de dedos, tornozelos e pulsos. Pode ocorrer ainda dor de cabeça, dores nos músculos e manchas vermelhas na pele. Não é possível ter chikungunya mais de uma vez. Depois de infectada, a pessoa fica imune pelo resto da vida. Os sintomas iniciam entre dois e doze dias após a picada do mosquito. O mosquito adquire o vírus CHIKV ao picar uma pessoa infectada, durante o período em que o vírus está presente no organismo infectado. Cerca de 30% dos casos não apresentam sintomas.

Sintomas Zika

Cerca de 80% das pessoas infectadas pelo vírus Zika não desenvolvem manifestações clínicas. Os principais sintomas são dor de cabeça, febre baixa, dores leves nas articulações, manchas vermelhas na pele, coceira e vermelhidão nos olhos. Outros sintomas menos frequentes são inchaço no corpo, dor de garganta, tosse e vômitos. No geral, a evolução da doença é benigna e os sintomas desaparecem espontaneamente após 3 a 7 dias. No entanto, a dor nas articulações pode persistir por aproximadamente um mês. Formas graves e atípicas são raras, mas quando ocorrem podem, excepcionalmente, evoluir para óbito, como identificado no mês de novembro de 2015, pela primeira vez na história.

Zika e Microcefalia

O Ministério da Saúde confirmou a relação entre o vírus Zika e a microcefalia. O Instituto Evandro Chagas, órgão do ministério em Belém (PA), encaminhou o resultado de exames realizados em um bebê, nascida no Ceará, com microcefalia e outras malformações congênitas. Em amostras de sangue e tecidos, foi identificada a presença do vírus Zika. Essa é uma situação inédita na pesquisa científica mundial. A Organização Mundial da Saúde (OMS) e o Centro de Prevenção e Controle de Doenças (CDC) dos Estados Unidos também confirmam a relação.

As investigações sobre o tema, entretanto, continuam em andamento para esclarecer questões como a transmissão desse agente, a sua atuação no organismo humano, a infecção do feto e período de maior vulnerabilidade para a gestante. Em análise inicial, o risco está associado aos primeiros três meses de gravidez. O achado reforça o chamado para uma mobilização nacional para conter o mosquito transmissor, o Aedes aegypti, responsável pela disseminação doença.

Notícias relacionadas

Receba as “Notícias De Indaiatuba’ no Seu WhatsApp Os leitores que solicitarem o serviço gratuito irão receber, direto nos seus aplicativos, as principais notícias do dia. Estar sempre conectado aos aplicativos de mensagens instantâneas, como o WhatsApp, não significa estar desinformado. Com o Notícias de Indaiatuba, você pode receber diariamente as principais notícias do dia no seu celular. Para participar, basta adicionar nos seus contatos o número (19) 98122-4163 e enviar uma mensagem pelo WhatsApp, enviando a palavra “Notícias de Indaiatuba” (quem já é adepto do serviço continuará recebendo as notícias pelo número divulgado anteriormente). O esquema de envio será via lista de transmissão. Isso significa que os leitores que optarem por receber o conteúdo só serão notificados pelo Notícias de Indaiatuba, que administra o grupo.

Artigos relacionados
Carregar mais por - redação
Carregar mais em Notícias
Comentários estão fechados.

Leia também

Inscrições para oficinas culturais no Cras do Campo Bonito acontecem na próxima semana

Notícias Inscrições para oficinas culturais no Cras do Campo Bonito acontecem na próxima s…