A médica Ligia Capellari atropelou seis pessoas na tarde de sábado (1º) em Campinas. (Foto: Arquivo Pessoal/Facebook) 

A médica de 56 anos que causou uma série de atropelamentos na Rodovia Miguel Melhado (SP-304), em Campinas, no fim da tarde de sábado (1), foi detida em flagrante e liberada mediante fiança de R$ 7,5 mil neste domingo (2). A médica, que se chama Ligia Capellari, foi encaminhada à Cidade Judiciária, onde passou por audiência de custódia e pagou a fiança estipulada pela Justiça.

O teste do bafômetro realizado nela deu positivo no sábado, com quase três vezes o máximo permitido de álcool no sangue. O teste do bafômetro acusou ingestão de 0,98 mg/l de álcool. No caso, acima de 0,34 mg/l é considerado crime. Se constar isso ou mais já é considerado estado de embriaguez.

A DINÂMICA DOS ACIDENTES

Tudo começou na Rodovia Santos Dumont quando, por volta das 17h, Lígia bateu na lateral do carro de uma mulher, de 44 anos, e fugiu. A vítima passou a seguir o veículo de Lígia para anotar a placa do carro.

Já na Miguel Melhado, no km 90, no bairro Campo Belo, Lígia atropelou um motociclista, de 27 anos. Ele teve uma fratura, foi socorrido ao PA (Pronto Atendimento) Anchieta e já teve alta, mas terá que passar por cirurgia daqui 10 dias.

Na sequência, a médica também atropelou outro motociclista, desta vez um policial da Rocam (Ronda Ostensiva Com Apoio de Motocicletas), de 21 anos, que fazia patrulhamento no bairro. Ele foi socorrido pelo helicóptero Águia, da PM (Polícia Militar) ao HC (Hospital de Clínicas) da Unicamp. A assessoria de imprensa do hospital informou que não está autorizada a passar estado de saúde do policial.

Com o impacto, a moto do policial atingiu uma idosa que estava com suas três netas. A mulher de 61 anos contou que estava com as netas, de 8, 9 e 10 anos indo para uma igreja em São Paulo. No entanto, por conta da chuva, elas perderam o transporte e resolveram voltar para casa. Foi quando elas estavam retornando que o acidente aconteceu. A avó e as netas foram atendidas na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) São José com escoriações e já receberam alta.

Viaturas do Samu e do Corpo de Bombeiros fizeram o resgate das vítimas.

MAIS SINAIS DE EMBRIAGUEZ

No registro do boletim de ocorrência consta que a médica tinha diversos sinais embriaguez, tais como odor, fala pastosa, desequilíbrio e olhos avermelhados, além de ter transitado pelo acostamento em alta velocidade e adentrado na contramão.

A médica também ficou ferida e foi levada para a UPA São José sob escolta policial. Ela recebeu atendimento e depois ficou detida.

O caso foi registrado como lesão corporal culposa na direção de veículo automotor, embriaguez ao volante e fuga do local do acidente na 2ª Delegacia Seccional de Campinas. A médica informou ainda que teve pertences furtados do seu veículo e, portanto, também consta crime de furto tipificado no B.O.

Receba as “Notícias De Indaiatuba’ no Seu WhatsApp Os leitores que solicitarem o serviço gratuito irão receber, direto nos seus aplicativos, as principais notícias do dia. Estar sempre conectado aos aplicativos de mensagens instantâneas, como o WhatsApp, não significa estar desinformado. Com o Notícias de Indaiatuba, você pode receber diariamente as principais notícias do dia no seu celular. Para participar, basta adicionar nos seus contatos o número (19) 98122-4163 e enviar uma mensagem pelo WhatsApp, enviando a palavra “Notícias de Indaiatuba” (quem já é adepto do serviço continuará recebendo as notícias pelo número divulgado anteriormente). O esquema de envio será via lista de transmissão. Isso significa que os leitores que optarem por receber o conteúdo só serão notificados pelo Notícias de Indaiatuba, que administra o grupo.

Artigos relacionados
Carregar mais por - redação
Carregar mais em Região
Comentários estão fechados.

Leia também

Ninguém acertou as seis dezenas da Dupla Sena Concurso 1917 …

Nenhuma aposta acertou as seis dezenas da Dupla Sena Concurso 1917. O resultado …