Vice-presidente é investigado por lavagem de dinheiro no Brasil. (Foto: Reprodução EPTV)

A Polícia Federal faz na manhã desta quarta-feira (10) uma operação que investiga uma suspeita de lavagem de dinheiro no caso da apreensão de uma fortuna com a comitiva do vice-presidente da Guiné Equatorial em Campinas. A apreensão foi no dia 15 de setembro no aeroporto Internacional de Viracopos.

Os policiais estão cumprindo sete mandados de busca e apreensão, um deles na região de Campinas. O principal alvo é uma cobertura de mais mil metros quadrados localizada no bairros Jardins, área nobre de São Paulo. O imóvel é atribuído ao vice-presidente da Guiné Equatorial, Teodoro Obiang Mangue.  O imóvel foi adquirido por R$ 15 milhões. As investigações apontam que o imóvel, comprado por uma empresa com capital social de R$ 10 mil, pertenceria ao investigado. 
 
A fortuna apreendida em dinheiro e relógios cravejados de pedras preciosas foi avaliada em mais de US$ 16 milhões.

A OPERAÇÃO

A operação foi batizada Salvo Conduto contra a lavagem de dinheiro. São cumpridos sete mandados de busca e apreensão nas cidades de São Paulo, Hortolândia, Jundiaí e Distrito Federal, todos expedidos, a pedido da PF, pela 6ª Vara Criminal da Justiça Federal em São Paulo.

Ao todo 35 policiais federais atuam na operação, que apura fatos referentes a dois inquéritos policiais, reunidos em setembro deste ano, por tratarem de fatos envolvendo o mesmo investigado, condenado na França por adquirir propriedades com dinheiro público desviado de seu país de origem e investigado nos EUA, dentre outros crimes, por lavagem de dinheiro e desvio de recursos públicos. 
 
O primeiro inquérito policial foi instaurado em março de 2018, depois do envio de informações do Ministério Público Federal, no mês anterior, para que a PF iniciasse investigação para apurar o crime de lavagem de dinheiro em razão dos indícios de ocultação de propriedade relacionada à compra, em 2008, de um apartamento duplex localizado no bairro dos Jardins, em São Paulo. O imóvel foi adquirido, na época, por R$ 15 milhões. As investigações apontam que o imóvel, adquirido por uma empresa com capital social de R$ 10 mil, pertenceria ao investigado.  
 
O segundo inquérito policial foi instaurado no dia 20/9 deste ano, após a apreensão realizada em 14/9 pela Receita Federal, no Aeroporto de Viracopos, de US$ 1,4 milhão e R$ 60 mil em espécie, além de 20 relógios de pulso, avaliados por aquela instituição em torno de US$ 15 milhões. Os bens foram trazidos do exterior sem a declaração de bens e valores obrigatória.

Desta forma, são apurados dois atos de lavagem de dinheiro, o primeiro relativo à aquisição, por meio de interposta pessoa, de um apartamento de luxo e o segundo relacionado à ocultação de movimentação de bens e valores ao entrar Brasil.
 
LEIA TAMBÉM 
Família morta em acidente é homenageada em culto     
Novo entrave atrasa plano de trem para ligar Campinas a SP
Instalação de passarela interdita acesso na D. Pedro até sábado
Família busca por empresário desaparecido em Campinas

  

 

A PF solicitou à Justiça Federal o sequestro do imóvel, dos bens e valores apreendidos no Aeroporto de Viracopos e de sete veículos de luxo – um deles avaliado em R$ 2 milhões. 

As investigações prosseguem com a colheita de depoimentos, análise do material apreendido e pedido de cooperação jurídica internacional, para esclarecer a participação de todos os envolvidos. 

O crime de lavagem de dinheiro tem penas que variam de 3 a 10 anos de reclusão.

Receba as “Notícias De Indaiatuba’ no Seu WhatsApp Os leitores que solicitarem o serviço gratuito irão receber, direto nos seus aplicativos, as principais notícias do dia. Estar sempre conectado aos aplicativos de mensagens instantâneas, como o WhatsApp, não significa estar desinformado. Com o Notícias de Indaiatuba, você pode receber diariamente as principais notícias do dia no seu celular. Para participar, basta adicionar nos seus contatos o número (19) 98122-4163 e enviar uma mensagem pelo WhatsApp, enviando a palavra “Notícias de Indaiatuba” (quem já é adepto do serviço continuará recebendo as notícias pelo número divulgado anteriormente). O esquema de envio será via lista de transmissão. Isso significa que os leitores que optarem por receber o conteúdo só serão notificados pelo Notícias de Indaiatuba, que administra o grupo.

Artigos relacionados
Carregar mais por redação
Carregar mais em Região
Comentários estão fechados.

Leia também

Petit Gâteau de chocolate e recheio cremoso

Foto: Divulgação Esta receita de petit gâteau de chocolate com recheio cremoso é do livro …