Além de ser apontado como um dos integrantes da quadrilha responsável por um assalto a um carro-forte que fechou o Aeroporto de Viracopos, em Campinas (SP) e bloqueou a Rodovia Santos Dumont no dia 17 de outubro, um homem preso no domingo (3) em Caruaru, no Agreste pernambucano, também pode estar envolvido em um roubo de R$ 12 milhões na cidade paulista de Santos. O paulista Anderson Struziato dos Santos, de 31 anos foi localizado e preso pela Polícia Federal nas proximidades da Feira da Sulanca. Com ele, foram encontrados cerca de R$ 270 mil, US$ 170, documentos falsos e 11 celulares.

Leia mais:
Suspeito de roubo cinematográfico em São Paulo é preso em Caruaru

Denúncia apresentada MPSP aponta que Anderson participou de investida contra a empresa de transporte de valores Prossegur, quando foram roubados R$ 12 milhões. Foto: Polícia Federal/Divulgação

Denúncia apresentada MPSP aponta que Anderson participou de investida contra a empresa de transporte de valores Prossegur, quando foram roubados R$ 12 milhões. Foto: Polícia Federal/Divulgação

De acordo com a PF, uma denúncia apresentada à Justiça pelo Ministério Público de São Paulo aponta que Anderson participou de investida contra a empresa de transporte de valores Prossegur registrada no dia 4 de abril de 2016. Na ação, o grupo usou explosivos e trocou tiros com a polícia. Um morador de rua que estava no local, identificado como Dejair Zezuino de Lima, foi baleado e morreu. O grupo conseguiu levar R$ 12 milhões durante a ação.

Durante a fuga, os bandidos foram perseguidos e fizeram disparos de fuzil contra uma viatura da PM, matando os policiais Alex de Souza da Silva e Leonel Almeida de Carvalho. A polícia também sustenta a participação do bando no roubo do Aeroporto de Viracopos/SP e contra uma empresa de transporte de valores no Paraguai. Algo que ainda será confirmado, após alguns procedimentos de identificação pericial. Na audiência de custódia foi confirmada a prisão preventiva dos dois suspeitos e eles serão encaminhados ainda hoje para o sistema prisional em São Paulo.

José Edmilson da Silva Viana, de 44 anos, natural do Ceará e preso em Caruaru, é suspeito de roubos a bancos e a carros-forte. Foto: Polícia Federal/Divulgação

José Edmilson da Silva Viana, de 44 anos, natural do Ceará e preso em Caruaru, é suspeito de roubos a bancos e a carros-forte. Foto: Polícia Federal/Divulgação

Anderson, considerado um dos homens mais procurados do Brasil, foi preso em companhia de um possível comparsa. José Edmilson da Silva Viana, de 44 anos, natural do Ceará, também é suspeito de roubos a bancos e a carros-forte. A dupla, segundo a PF, estava articulando um novo assalto no interior de Pernambuco. Os dois foram presos em flagrante na noite do domingo (3) e, durante audiência de custódia, receberam ordem de prisão preventiva.

As prisões de Anderson e de Edmilson ocorreram graças graças a informações obtidas pelo serviço de inteligência da Polícia Federal durante investigações de rotina na cidade. De acordo com as apurações preliminares, um homem com mandado de prisão em aberto  emitido pela Justiça paulista estava na Feira da Sulanca em companhia de duas pessoas.

Uma equipe de policiais federais se dirigiu ao ao local e fez a abordagem dos três suspeitos. Durante a averiguação, Anderson e José Edmilson eles se identificaram com um RG e com uma Carteira Nacional de Habilitação falsificados e, por isso, foram presos em flagrante e levados até a Delegacia da Polícia Federal em Caruaru. O homem que estava com eles foi ouvido e liberado pela falta de comprovação do envolvimento dele em crimes.

Suspeitos foram autuados por uso de documento falso

O paulista e o cearense foram autuados em flagrante pelo crime de uso de documento falso. Depois dos procedimentos burocráticos, os dois foram levados para a realização de Exame de Corpo de Delito no Instituto de Medicina Legal (IML) de Caruaru e encaminhados para a audiência de custódia, a cargo da Justiça Federal.

Durante a ouvida, Anderson afirmou trabalhar na compra e na venda de carros e disse que chegou em Caruaru no dia 31 de outubro com a intenção de comprar um sítio e passar férias. Ele justificou o uso dos documentos falsos alegando ser vítima de uma perseguição injusta por parte da polícia paulista e alegou que o dinheiro portado por ele é fruto das negociações com os veículos.

Já o motorista afirmou à PF ter vindo de São Paulo com Anderson com o intuito de conhecer o comércio local e comprar mercadorias, já que ele e o colega teriam a intenção de montar uma loja de roupas em Caruaru.

Roubo foi detalhadamente arquitetado e fuga envolveu bloqueio de rodovia e uso de carro de lixo

O assalto no Aeroporto de Viracopos foi uma das ações mais articuladas e grandiosas do gênero já registradas no Brasil. A ação teve a participação de cerca de 20 bandidos, que entraram no terminal em duas caminhonetes adesivadas como se pertencessem à Aeronáutica. Como ultrapassaram um área de segurança, os veículos tiveram os pneus furados por dispositivos instalados para evitar a entrada de pessoas não autorizadas. Na área de embarque de cargas, a quadrilha trocou tiros com vigilantes, ferindo dois deles, e conseguiu roubar um carro-forte que se preparava para transferir malotes de dinheiro para uma aeronave.

O grupo conseguiu fugir com o dinheiro roubado em duas outras caminhonetes deixadas na área externa do aeroporto. Na fuga, o bandidos incendiaram três caminhões de carga na Rodovia Santos Dumont, uma das principais de São Paulo, bloqueando o tráfego na via. Em seguida, parte dos malotes foi colocada em um caminhão de lixo. O grupo foi interceptado por viaturas da PM e um dos policiais foi rendido e usado como escudo humano para que o veículo saísse do local. Pouco depois, houve uma troca de tiros com guardas municipais e o caminhão de lixo e o policial feito refém pouco antes foram abandonados no local.

Na fuga, um dos criminosos entrou em uma casa e rendeu uma mulher e um bebê. O bandido foi morto por um atirador de elite e a mulher ficou ferida por um tiro na perna. A criança não se feriu na ação. Outros dois assaltantes também foram mortos quando tentavam render um homem.

Receba as “Notícias De Indaiatuba’ no Seu WhatsApp Os leitores que solicitarem o serviço gratuito irão receber, direto nos seus aplicativos, as principais notícias do dia. Estar sempre conectado aos aplicativos de mensagens instantâneas, como o WhatsApp, não significa estar desinformado. Com o Notícias de Indaiatuba, você pode receber diariamente as principais notícias do dia no seu celular. Para participar, basta adicionar nos seus contatos o número (19) 98122-4163 e enviar uma mensagem pelo WhatsApp, enviando a palavra “Notícias de Indaiatuba” (quem já é adepto do serviço continuará recebendo as notícias pelo número divulgado anteriormente). O esquema de envio será via lista de transmissão. Isso significa que os leitores que optarem por receber o conteúdo só serão notificados pelo Notícias de Indaiatuba, que administra o grupo.

Artigos relacionados
Carregar mais por - redação
Carregar mais em Região
Comentários estão fechados.

Leia também

Família é presa após ser flagrada com computadores roubados dentro de casa em Salto

Equipamentos roubados por família de Salto — Foto: Divulgação/ Polícia Militar Um adolesce…