Qual o segredo da longevidade? Pelo que se sabe até agora, a resposta é relativamente simples: uma boa noite de sono, práticas regulares de atividades físicas e alimentação adequada e saudável.

Dormir o suficiente, inclusive, está diretamente relacionado com o tempo de vida de uma pessoa, conforme apontou um estudo feito pela Universidade Estadual da Pensilvânia.

Publicidade

Os cientistas chegaram a conclusão de que os indivíduos que dorme pouco possuem duas vezes mais chances de morrer, sobretudo em decorrência de doenças relacionadas ao coração, como problemas cardíacos e derrames cerebrais. A comparação é feita com aqueles indivíduos que dormem seis horas ou mais por noite.

Além disso, os pesquisadores fizeram também um alerta para as pessoas que se encontram na meia idade, e que possuem diabetes tipo 2 ou hipertensão: aqueles que levam uma rotina de sono abaixo de seis horas, têm chances aumentadas de desenvolverem câncer e, consequentemente, de sofrerem uma morte precoce abaixo da expectativa de vida.

Publicidade

Os estudos foram feitos por décadas, e os pesquisadores avaliaram 1.600 adultos, divididos em dois grupos: o primeiro era composto por pessoas que tinham pressão alta no estágio dois ou diabetes tipo 2; o segundo era pra quem tinha doença cardíaca ou haviam sofrido algum derrame.

De todo esse montante, 512 voluntários acabaram morrendo, sendo que 1/3 deles por doença cardíaca ou derrame. Além disso, dos estudados, outros 1/4 morreram de câncer. Nos indivíduos que têm histórico de doença cardíaca ou derrame, o risco aumenta para três vezes.

Artigos relacionados
Carregar mais por - redação
Carregar mais em Saúde & Bem Estar
Comentários estão fechados.

Leia também

Justiça Eleitoral implanta posto para cadastramento de biometria no Polo Shopping

Notícias Justiça Eleitoral implanta posto para cadastramento de biometria no Polo Shopping…