A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) detectou, na cidade de Ibiporã, no Paraná, um caso humano de infecção respiratória provocada por uma mutação do vírus influenza A H1N2, com potencial pandêmico.

A paciente analisada é uma mulher, de 22 anos, que trabalha em um matadouro.  Ela precisou de atendimento médico após apresentar problemas respiratórios em abril. A Fiocruz foi acionada e confirmou a infecção na paciente, que foi tratada em casa e está curada.

O vírus circula em porcos e tem, segundo a Organização Mundial da Saúde, potencial para gerar uma pandemia. O anúncio foi feito nesta sexta-feira, 10, pela própria OMS em seu site.

Segundo a Fiocruz, ainda não é possível saber se o vírus pode ser transmitido de pessoa para pessoa.

Até hoje, apenas 26 casos de influenza A H1N2 foram documentados desde 2005 em todo o mundo, incluindo outros dois pacientes do Brasil.

Com informações do Portal da Band

Artigos relacionados
Carregar mais por - redação
Carregar mais em Brasil
Comentários estão fechados.

Leia também

Brasileiros desenvolvem teste rápido que antecipa risco de complicações para Covid-19

Um artigo publicado por pesquisadores brasileiros na plataforma científica MedRxiv informa…