Uma mulher, identificada como Lorene, encontrou uma cobra coral dentro de um saco de 18kg de laranjas comprado em um atacadão em Mogi das Cruzes, na grande de São Paulo. As compras ficaram ao lado do filho dela, de 10 anos, durante todo o caminho de volta para a casa da família.

Lorene contou que, por ser muito pesado, ela pediu ajuda de funcionário para carregar o saco enquanto ela pagava pelas compras. Quando chegou em casa, a funcionária da casa estava retirando as laranjas do saco quando a cobra começou a se mexer.

LEIA TAMBÉM

Como as laranjas ficaram o tempo todo do lado do filho dela no carro, as chances do garoto ter sido picado eram grandes. Apesar do susto, Lorene decidiu manter a cobra viva e colocou o animal dentro de uma garrafa pet com a ajuda de um vizinho.

Leia também:

Ela comunicou a polícia ambiental e o Centro de Controle de Zoonoses de Mogi das Cruzes para recolherem a cobra, e depois fez um boletim de ocorrência. De acordo com o diretor do museu biológico do Instituto Butantã, a atitude de Lorene foi a correta. A recomendação nesses casos é aprisionar a cobra em algum tipo de recipiente, mesmo em casos de animais maiores.

Ainda segundo o diretor, a cobra se trata de uma falsa coral, uma espécie que não é venenosa. Mesmo assim, o advogado de Lorene vai entrar com uma ação na justiça por danos morais.

Com informações da Veja SP.

Artigos relacionados
Carregar mais por - redação
Carregar mais em Brasil
Comentários estão fechados.

Leia também

Carrefour anuncia abertura de mais de 2 mil vagas efetivas no estado de São Paulo

O Carrefour anunciou nesta segunda-feira (19) a abertura de mais de 2 mil vagas no estado …