Resultados foram publicados no jornal científico New England Journal Of Medicine

Pesquisa feita entre hospitais privados de São Paulo e Rio Grande do Sul verificou que o uso do medicamento sozinho ou associado à azitromicina não mostrou efeito favorável na evolução clínica de pacientes adultos hospitalizados com formas leves ou moderadas de Covid-19.

Apesar da polêmica envolvendo o estudo da The Lancet, outros estudos recentes indicam ineficácia da cloroquina.

Maior estudo observacional com a cloroquina, publicado no final de março na revista Lancet, foi removido da plataforma por falhas nos dados. Ele afirmava que a droga não só era ineficaz, como também aumentava o risco de morte dos pacientes

Na mesma semana, um dos maiores ensaios clínicos que está sendo realizado com possíveis tratamentos para a Covid-19, na Universidade de Oxford, anunciou que suspendeu os testes com a cloroquina porque, em 1,5 mil pacientes, ela se mostrou ineficaz

A OMS, que havia suspendido as pesquisas com a droga por causa do estudo publicado na Lancet, retomou os testes. No entanto, segue afirmando que ainda não há comprovação científica sobre a eficácia do medicamento contra o novo coronavírus

Artigos relacionados
Carregar mais por - redação
Carregar mais em Brasil
Comentários estão fechados.

Leia também

Brasileiros desenvolvem teste rápido que antecipa risco de complicações para Covid-19

Um artigo publicado por pesquisadores brasileiros na plataforma científica MedRxiv informa…