A Uber anunciou, nesta segunda-feira (7), que vai disponibilizar uma nova categoria de corridas no Brasil. Para aqueles que gostam de viagens “mais confortáveis”, a Uber Comfort permite a solicitação de carros mais espaçosos, decida a temperatura do ar condicionado a seu gosto e até mesmo peça para que o motorista faça a viagem em silêncio.

A novidade, no entanto, não foi bem aceita por parte dos internautas brasileiros, que criticaram o lançamento por meio das redes sociais.

Uber Comfort

O Uber Comfort foi lançada em julho nos Estados Unidos e, agora, chega ao Brasil a partir de novembro. As mesmas funcionalidades também passarão a constar na categoria de luxo Uber Black, já vigente no país desde 2014.

Veja também:
Kylie Jenner é criticada nas redes após ostentar carro de R$ 12 milhões

“Muita gente já passou por situações assim. Você entra no carro cansado e tudo o que precisa naquele momento é de um pouco de sossego”, esclarece, em nota, a diretora-geral da Uber no Brasil, Claudia Woods.

A partir do dia 21 de novembro, o Uber Comfort vai substituir o Uber Select, categoria intermediária entre os carros de luxo e as viagens mais cotidianas do UberX (a categoria mais simples). A empresa ainda não definiu como serão as tarifas específicas do Uber Comfort por aqui. No exterior, as viagens custam entre 20% e 40% mais caras que as do UberX.

Ao solicitar uma viagem no Uber Comfort, o usuário poderá selecionar as preferências diretamente no aplicativo e elas serão enviadas ao motorista parceiro, que deixará o carro ao gosto do cliente antes mesmo da viagem começar.

O Uber Comfort também poderá ser feito apenas por motoristas com número de viagens e avaliação média mínimas. Nos EUA, por exemplo, só pode oferecer corrida neste modo o condutor que tiver avaliação superior a 4,85 estrelas.

Veja também:
Desodorante? Embalagem de nova Skol Beats feita com Anitta vira piada na web

A repercussão

Nesta segunda-feira (7), o nome do Uber Comfort entrou para os assuntos mais comentados do Twitter. A novidade não foi bem aceita pelos usuários brasileiros, que consideraram a opção de pedir que o motorista se mantenha em silêncio como “falta de educação e respeito”.

Um usuário chamou de “desumanizante” a prática de obrigar o motorista a trabalhar sem o direito de falar. Confira mais reações de internautas indignados com a novidade:

Artigos relacionados
Carregar mais por - redação
Carregar mais em Brasil
Comentários estão fechados.

Leia também

Justiça Eleitoral implanta posto para cadastramento de biometria no Polo Shopping

Notícias Justiça Eleitoral implanta posto para cadastramento de biometria no Polo Shopping…