Próxima fase é análise das propostas comerciais. Grupos empresariais se encontraram em outras concorrências

ADAMO BAZANI

A licitação dos transportes de Bragança Paulista, no interior de São Paulo, reúne três nomes que têm sido comuns em concorrências no Estado.

A prefeitura comunicou nesta terça-feira, 15 de outubro de 2019, a habilitação de três empresas no certame e a disputa promete ser acirrada.

As empresas habilitadas são:

– Carretero – Agência de Viagens, Turismo e Fretamentos, que segundo a Jucesp – Junta Comercial do Estado de São Paulo pertence a Belarmino de Ascenção Marta, a sua outra empresa, Nossa Senhora de Fátima Auto-Ônibus Ltda (atual operadora), Embralixo – Empresa Bragantina de Varrição e Coleta de Lixo e Manuel José Rodrigues.

– Sancetur – Santa Cecília Turismo Ltda, que ainda segundo a Jucesp, pertence à Marly Theckla Nassif Abi Chedid e a Mauro Costa Pereira Filho.

– JTP – Transportes, Serviços, Gerenciamento e Recursos Humanos Ltda, de Paulo Henrique Wagner e Tadeu Wagner Júnior, de acordo com registro da Jucesp.

O grupo de Belarmino e a Sancetur travaram uma guerra comercial, nos tribunais e de informações desde que a empresa Citi – Companhia de Transportes de Indaiatuba, cuja razão social é Viação Rápido Sumaré, de Belarmino, foi descredenciada em janeiro de 2018 pela prefeitura de Indaiatuba, que alega que a companhia descumpriu uma série de cláusulas, como operação de ônibus antigos, má conservação da frota, atrasos e quebras constantes.

A empresa que assumiu no lugar foi justamente a  Sancetur – Santa Cecília Turismo Ltda, em um contrato emergencial. Houve uma licitação para a operação de um contrato regular, cuja vitória foi atribuída pela prefeitura à Sancetur. Mas em 31 de julho de 2019, a juíza Erika Folhadella Costa, da Terceira Vara Cível da cidade atendeu ação da West Side Turismos e Viagens Ltda e suspendeu os efeitos da licitação até esclarecimentos sobre a concorrência. A West Side pertence a Belarmino. No dia 30 de agosto de 2019, o juiz José Maria Câmara Junior, da 8ª Câmara de Direito Público de Indaiatuba, no interior de São Paulo, negou recurso da Sacentur e manteve a suspensão. A empresa de parte da família Chedid continua operando emergencialmente.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2019/08/30/justica-nega-recurso-da-sancetur-e-mantem-decisao-que-suspendeu-licitacao-de-indaiatuba/

Já a JTP se tornou mais conhecida após participar da licitação e assumir os transportes urbanos de Embu das Artes, na Grande São Paulo.

A empresa venceu a concorrência que teve como participante a Expresso Fênix Viação Ltda, que segundo a Jucesp, tem parte da família Chedid como controladora, na figura de Victor Hugo Granziera Abi Chedi, Tereza Regina Granziera Abi Chedi e VHC Comercial e Consultoria Ltda, do grupo.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2019/03/16/licitacao-dos-transportes-de-embu-das-artes-habilita-expresso-fenix-e-jtp-transportes/

A JTP também apareceu recentemente no noticiário dos transportes também ao entrar com representação junto ao TCE – Tribunal de Contas do Estado de São Paulo que decidiu barrar a concorrência dos transportes de São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, onde a família Setti e Braga, tradicional na região, quer continuar a operar.

Diante de mais uma decisão do TCE, o prefeito de São Bernardo do Campo, Orlando Morando, revogou a licitação dos transportes. Foi a segunda vez que isso ocorreu na cidade do ABC.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2019/08/30/prefeitura-de-sao-bernardo-vai-consultar-empresa-para-refazer-edital-da-licitacao-dos-onibus/

Sobre Bragança Paulista, está aberto o prazo para recursos. A próxima fase será a análise das propostas comerciais.

Como mostrou o Diário do Transporte, no final de setembro de 2019, o TCE – Tribunal de Contas do Estado de São Paulo decidiu permitir o andamento da licitação, após a gestão do prefeito Jesus Adib Abi Chedid ter trazido os esclarecimentos pedidos e fez as alterações conforme o determinado pela corte.

A empresa de Belarmino, Nossa Senhora de Fátima, tentou barrar a concorrência apontando supostas irregularidades na licitação.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2019/09/28/tce-autoriza-prosseguimento-de-licitacao-de-onibus-em-braganca-paulista/

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Fonte: Diário do Transporte

Artigos relacionados
Carregar mais por - redação
Carregar mais em Brasil
Comentários estão fechados.

Leia também

Coringa está em cartaz no Kinoplex

Alt + Shift + C ir para o conteúdo Alt + Shift + M ir para o menu Alt + Shift + F ir para …