De acordo ainda com o Consórcio BUS+, a idade média da frota metropolitana na RMC baixou para 4,2 anos

Veículos foram comprados pelo Consórcio BUS+. No ano, já são 142 coletivos novos

ADAMO BAZANI

O Consórcio BUS+, que opera linhas metropolitanas entre os municípios da região de Campinas, no interior Paulista, apresentou nesta quinta-feira, 31 de outubro de 2019, mais 42 ônibus zero quilômetro. Os veículos são dotados de ar-condicionado, wi-fi, acessibilidade e tomadas USB.

Com esta entrega, o total de ônibus novos comprados desde o final de maio para o sistema chega a 142 veículos.

Os investimentos realizados pela Transportes Capellini, líder do Consórcio BUS+, foram de quase R$ 60 milhões.

Os coletivos apresentados nesta quinta-feira começam a operar na próxima segunda-feira, 04 de novembro.

De acordo com o diretor de Comunicação do Consórcio BUS+, Paulo Barddal, a frota supera o compromisso firmado com a EMTU – Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos, gerenciadora do Governo do Estado de São Paulo, que era de colocar 140 veículos novos em operação ainda neste ano.

“O BUS+, inclusive, superou o número inicial pois avaliou a necessidade de melhorar ainda mais a prestação de serviços na região”, disse por meio de nota enviada ao Diário do Transporte.

Dos 42 ônibus apresentados nesta quinta-feira, 20 têm carroceria alongada, de 13,20 metros de comprimento, com maior capacidade: 86 passageiros. Os 22 demais têm capacidade para o transporte de 76 passageiros (34 sentados de 42 em pé), como os novos veículos que já estão em circulação.

Sumaré vai receber 20 ônibus novos; Hortolândia, sete; Campinas, seis e Valinhos, nove; dos veículos entregues nesta quinta-feira.

Além de aumentar o conforto dos passageiros, o consórcio diz que a renovação também trará ganhos ambientais, já que os coletivos têm motorização de acordo com os padrões vigentes Euro V que emite menos poluentes na atmosfera em relação aos ônibus substituídos com tecnologia Euro III.

De acordo ainda com o Consórcio BUS+, a idade média da frota metropolitana na RMC baixou para 4,2 anos, abaixo do previsto no contrato de concessão, que é de cinco anos. Os 142 veículos atendem em torno de 65 mil dos 130 mil passageiros que utilizam, diariamente, as linhas intermunicipais em 14 municípios da região: Engenheiro Coelho, Artur Nogueira, Cosmópolis, Paulínia, Americana, Santa Bárbara d’Oeste, Nova Odessa, Sumaré, Hortolândia, Monte Mor, Indaiatuba, Campinas, Vinhedo e Valinhos.

A frota total da Região Metropolitana de Curitiba é de 408 ônibus que operam nas 151 linhas que interligam 20 municípios. As ligações entre os 14 municípios representam 96% da demanda total da RMC, segundo o consórcio.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Fonte: Diário do Transporte

Artigos relacionados
Carregar mais por - redação
Carregar mais em Brasil
Comentários estão fechados.

Leia também

Prefeitura apresenta balanço dos diversos canais de comunicação disponibilizados na pandemia

Notícias Prefeitura apresenta balanço dos diversos canais de comunicação disponibilizados …