Reprodução de TV

O caso da mulher que teve os braços quebrados pelo ex-companheiro em Indaiatuba continua dando o que falar. Apesar de receber a informação de que poderia obter a medida protetiva apenas após o feriado, na segunda-feira, dia 08/07, a mulher conseguiu o documento em um plantão.

A Secretaria de Segurança Pública informou que vai verificar o que aconteceu, pois todos os distritos policiais do Estado estão orientados e preparados para acolher vítimas de agressão e fazer os devidos registros, e não apenas a Delegacia de Defesa à Mulher.

A demora no atendimento também vai ser apurada. A mulher agredida conseguiu atendimento em um plantão policial e após fazer o registro do pedido de medida protetiva, o caso foi analisado e o documento foi expedido na terça-feira, dia 09/07.

Da Redação ODC.

Artigos relacionados
Carregar mais por - redação
Carregar mais em Notícias
Comentários estão fechados.

Leia também

Neblina afeta voos no Aeroporto de Viracopos nesta terça-feira; veja lista

Campinas amanhece com neblina e voos no Aeroporto de Viracopos são desviados A neblina que…