Reprodução de TV

O caso da mulher que teve os braços quebrados pelo ex-companheiro em Indaiatuba continua dando o que falar. Apesar de receber a informação de que poderia obter a medida protetiva apenas após o feriado, na segunda-feira, dia 08/07, a mulher conseguiu o documento em um plantão.

A Secretaria de Segurança Pública informou que vai verificar o que aconteceu, pois todos os distritos policiais do Estado estão orientados e preparados para acolher vítimas de agressão e fazer os devidos registros, e não apenas a Delegacia de Defesa à Mulher.

A demora no atendimento também vai ser apurada. A mulher agredida conseguiu atendimento em um plantão policial e após fazer o registro do pedido de medida protetiva, o caso foi analisado e o documento foi expedido na terça-feira, dia 09/07.

Da Redação ODC.

Artigos relacionados
Carregar mais por - redação
Carregar mais em Notícias
Comentários estão fechados.

Leia também

Homem de Itu morre em acidente em Indaiatuba

Um casal morreu em um acidente em Indaiatuba, na noite de sábado (30). Eles estavam em uma…