Empresário Belarmino de Ascenção Marta (à esquerda) e Secretário dos Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy, em entrega de novos ônibus em Hortolândia. Foto: Divulgação Consórcio Bus+ – Texto: Adamo Bazani (Diário do Transporte)

Baldy promete toda a frota da EMTU renovada até 2022 nas cinco regiões metropolitanas do Estado de São Paulo

ADAMO BAZANI

Moradores da região de Campinas, no interior de São Paulo, vão contar nos próximos dias com 50 ônibus 0km dotados de ar-condicionado que passam a operar em linhas gerenciadas pela EMTU -Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos.

Os veículos foram comprados pelo Consórcio Bus+, que engloba empresas como Transportes Capellini, que fez a apresentação dos veículos.

A cerimônia ocorreu nesta segunda-feira, 16 de setembro de 2019, com as presenças do governador em exercício, Cauê Macris, e do secretário de Estado dos Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy.

Os ônibus vão operar linhas intermunicipais metropolitanas em 14 cidades da região: Engenheiro Coelho, Artur Nogueira, Cosmópolis, Paulínia, Americana, Santa Bárbara D’Oeste, Nova Odessa, Sumaré, Hortolândia, Monte Mor, Indaiatuba, Campinas, Vinhedo e Valinhos.

Os veículos são do tipo convencional e, além do ar-condicionado, têm wi-fi para acesso gratuito à internet.

O motor é dianteiro e segue as atuais normas de restrição à emissão de poluentes Euro V

Cada veículo tem capacidade para transportar 72 passageiros, sendo 34 sentados e 42 em pé.

Segundo a EMTU, a região metropolitana de Campinas tem hoje 372 ônibus, que operam nas 151 linhas entre 20 municípios, transportando diariamente 135 mil passageiros. As ligações entre os 14 municípios representam 96% da demanda total da região.

Veículos vão atender a 14 cidades

A gerenciadora de transportes metropolitanos também explicou, por meio de nota, que até novembro, o total de renovação dos ônibus da região deve chegar a 140 veículos: 50 foram entregues em maio, 50 neste,dia 16 de setembro de 2019, restando os 40. Ainda na nota, a EMTU explica que a entrada dos 50 novos ônibus diminuiu em quase pela metade o registro de reclamações por quebra de veículo e descumprimento de horário e que, com a renovação, a idade média da frota da região cairá de sete anos para 4,2 anos

Os ônibus fazem parte de um total de 140 veículos zero quilômetro a serem entregues até novembro deste ano. Em maio, os primeiros 50 veículos novos foram entregues à população em Hortolândia e já transportaram 1,3 milhão de passageiros, realizaram 52 mil viagens e percorreram 1.250.000 km percorridos. Desde que os novos ônibus entraram em circulação, houve queda de 46% no registro de reclamações na Ouvidoria da EMTU/SP por quebra de veículo ou descumprimento de horário.  Quando todos estiverem em operação, a idade média da frota intermunicipal na RMC baixará de 7 anos para 4,2 anos, conforme prevê o contrato de concessão com o Consórcio Bus+. O investimento total da concessionária é de R$ 58 milhões.

TODA A FROTA DO ESTADO RENOVADA ATÉ 2022:

De acordo com o comunicado, o secretário Alexandre Baldy garantiu que a frota dos ônibus do sistema EMTU que operam em todas as regiões metropolitanas estará renovada até 2022.

“Trabalhamos para prestar à população um serviço de transporte de excelência. Por isso, temos o compromisso, sob a diretriz do Governador João Doria, de renovar a frota de ônibus em todas as regiões do Estado até 2022”, destacou Baldy.

As regiões metropolitanas são: Região Metropolitana de São Paulo, Região Metropolitana de Campinas, Região Metropolitana do Vale do Paraíba e Litoral Norte, Região Metropolitana da Baixada Santista e Região Metropolitana de Sorocaba.

No caso da Região Metropolitana de São Paulo, que engloba 39 municípios, incluindo a capital paulista, o ritmo de renovação deve ser intensificado após a conclusão da licitação do sistema.

A concorrência deveria ter sido realizada em 2016, mas depois de bloqueios por parte do TCE – Tribunal de Contas do Estado de São Paulo, e de decisões judiciais, foram necessários ajustes no edital.

A STM – Secretaria dos Transportes Metropolitanos já foi liberada pela Justiça para lançar o edital, que deveria ter sido publicado no final do primeiro semestre e, por enquanto, segue sem data para ser disponibilizado.

A área 5, da Grande São Paulo correspondente ao ABC Paulista, tem a situação pior. Por interferência dos empresários da região, a área nunca foi licitada. Foram seis tentativas; em cinco, o certame foi esvaziado (sem apresentação de propostas) e em uma vez, decisão da Justiça de Manaus, favorável ao empresário Baltazar José de Sousa, travou o certame. A decisão, referente a um longo processo de recuperação judicial do Amazonas, já foi derrubada.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Fonte: Diário do Transporte

Artigos relacionados
Carregar mais por - redação
Carregar mais em Notícias
Comentários estão fechados.

Leia também

“A Odisseia dos Tontos” será exibido no Cineclube

Neste sábado (14) o Topázio Cinemas irá exibir A Odisseia dos Tontos (comédia dramática – …