Connect with us

Notícias

Semana da Consciência Negra reúne arte e música entre os dias 16 a 21 de novembro

Artigo

em

  • Publicação: 11/11/2021 12:21h
  • Redator(es): Fábio Alexandre
  • Release N.º: 1371

Exposição, jongo e muita música integram a programação da Semana da Consciência Negra, que acontece entre os dias 16 a 21 de novembro no Museu Municipal Antônio Reginaldo Geiss. Todas as atrações têm entrada franca. A realização é da Prefeitura de Indaiatuba, por meio da Secretaria Municipal de Cultura, com organização do Departamento de Preservação e Memória e apoio do Conselho Municipal de Promoção da Igualdade Racial (Compir).

“A Semana da Consciência Negra foi elaborada pela equipe do Departamento de Preservação e Memória e traz diversas atrações que destacam a importância da cultura afro-brasileira e valorizam a cultura africana, profundamente enraizada em nosso país”, destaca a secretária municipal de cultura, Tânia Castanho.

Confira detalhes da programação:

16 de novembro, às 18 horas

Abertura da Exposição A-Frô da Pele, de Anderson Vicentini

A programação tem início na terça-feira (16), com a abertura da Exposição A-Frô da Pele, de Anderson Vicentini, que pode ser conferida pelo público até o dia 21 de novembro. O artista plástico, aliado à causa antirracista, apresenta retratos de homens e mulheres, anônimos ou não, do seu acervo pessoal e de colecionadores. Essas obras, por meio das mais variadas técnicas, procuram trazer a figura do povo preto e de sua importância na construção histórica, política e cultural.

A História da África e do Brasil africano são temas frequentes em sua produção artística, que tem como principal objetivo levar à reflexão sobre a discriminação racial e valorização da diversidade étnica brasileira.

Anderson Vicentini é um artista plástico valinhense formado em Artes Visuais pelo Centro Universitário Nossa Senhora do Patrocínio, em Itu, com especializações em História da Arte (MASP – Museu de Arte de São Paulo), Folclore Brasileiro (Universidade Estadual de Campinas) e pós-graduação em História da África e do Negro no Brasil (CAM/RJ). Além de artista plástico é arte-educador, atividade que realiza em escolas de Campinas desde 2008.

Começou a desenhar e pintar ainda pequeno e traz consigo as recordações das personagens de filmes que desenhava em seus cadernos. Hoje, os retratos são o tema principal de sua produção artística.

Em mais de dez anos de carreira, expôs em várias cidades da região, como Valinhos, Vinhedo, Campinas, Itu, Salto, Sorocaba. Teve também seu trabalho estampado na capa da revista SESC TV e sua obra Shaka Zulu ilustrou capítulos de livros de História Africana.

17 de novembro, das 19h às 20h30

Bonecas Abayomis, de Jociara Souza e Camila Aureliano

Sem costura alguma (apenas nós ou tranças), as bonecas não possuem demarcação de olho, nariz nem boca, isso para favorecer o reconhecimento das múltiplas etnias africanas.

Para acalentar seus filhos durante as terríveis viagens a bordo dos tumbeiros – navios de pequeno porte que realizavam o transporte de escravos entre África e Brasil – as mães africanas rasgavam retalhos de suas saias e a partir deles criavam pequenas bonecas, feitas de tranças ou nós, que serviam como amuleto de proteção.

As bonecas, símbolo de resistência, ficaram conhecidas como Abayomi, termo que significa ‘encontro precioso’, em Bantu e Iorubá, uma das maiores etnias do continente africano cuja população habita parte da Nigéria, Benin, Togo e Costa do Marfim.

Jociara Souza e Camila Aureliano tiveram contato com essa cultura e há cincos anos têm a missão de passar os fundamentos para a nova geração, em um bate-papo especialmente preparado para o público de todas as idades.

18 de novembro, das 20h às 21h

Apresentação do Projeto Samba das Águas

Samba das Águas reúne músicas tradicionais e canções do universo sonoro

afro-brasileiro. As canções transitam pelos gêneros do choro, samba e batuques. Quando postas lado a lado, recontam poeticamente possíveis trajetórias negras da diáspora África-Brasil. No repertório, além de cantigas tradicionais, composições de Pixinguinha, Candeia, Geraldo Filme, Roque Ferreira, Romildo, Dona Ivone Lara e Jovelina Perola Negra.

19 de novembro, das 20h às 21h

Apresentação de Samba de Roda

O samba de roda é uma cultura popular, uma manifestação musical, poética Quilombola ou não (a depender da região) praticada por africanos escravizados e seus descendentes. Se tornou parte da cultura brasileira e possui duas variantes principais: o samba chula e o samba corrido.

No primeiro, ninguém samba enquanto os cantores principais estão cantando, seguido dos instrumentos e das palmas. No samba corrido, o canto alterna-se entre o mestre e a resposta coral dos participantes, e a dança acontece junto do canto, com uma sambadeira (ou sambador) por vez.

Nascido e criado em Saubara, na Bahia, Madja fez da região do Recôncavo Baiano um verdadeiro berço cultural, lá aprendeu com sua família o samba de roda. Desde criança, absorveu ensinamentos ancestrais e hoje passa adiante a cultura. Reside em Indaiatuba há oito anos, onde desenvolve trabalhos no meio cultural com o grupo O Samba de Lá para Cá.

20 de novembro, às 15 horas

Aula de Percussão Tambores do Jongo

O jongo é uma manifestação cultural e sua musicalidade é feita por palmas, pelo canto e por dois tambores que representam ancestralidade: o tambu e o candongueiro, enquanto um casal dança com passos marcados.

O Grupo Filhos da Semente surgiu do encontro entre Jociara Souza, pedagoga e filha do mestre jongueiro Tio Juca, de Barra do Piraí (RJ), e Marina Costa, pedagoga e arte-educadora desde 2012.

Nascida em berço cultural, Priscila Ediara é jongueira raiz herdeira do Jongo Semente D’Africa, também de Barra do Piraí, e Filhos da Semente. É integrante ativa da Jovem Liderança Jongueira de São Paulo.

20 de novembro, às 16 horas

Apresentação Jongo do Grupo Filhos da Semente

Filhos da Semente é um grupo de jongo que busca difundir a prática e a história do jongo, uma manifestação afro-brasileira típica do sudeste, que surgiu na época da escravidão do Brasil.

Também conhecida como caxambu, esta manifestação de cultura tradicional é um jogo de responsório (com cantos de dizeres e respostas) cheio de metáforas, estratégia utilizada pelos negros escravizados para negociações de festividades e fugas sem que os donos das fazendas pudessem saber sobre o que se cantava ao som do batuque.

20 de novembro, às 17h

Apresentação da Bateria Classe A

Formada em Indaiatuba em 2001, é composta por 12 a 20 ritmistas, comandados pelo mestre João Paulo.

21 de novembro, às 15 horas

Apresentação do grupo Pintou o Samba

O trio é composto pelo vocalista Rafa Munhoz, Marcelinho Oliveira no cavaco e voz e João Paulo no pandeiro e percussão geral. O repertório é baseado, genuinamente, em samba e pagode. O grupo tem dois CDs gravados com composições exclusivas, com faixas como Quem Mandou Me Beijar e Já Fui Aprendiz, entre outras que já tocaram nas principais rádios de São Paulo e diversos Estados pelo Brasil.

21 de novembro, às 17 horas

Apresentação da Banda Família Alves

Banda composta por Serjão, conhecido como grande regente do samba de raiz em Indaiatuba, com mais de 40 anos de carreira, e seus filhos Júlio e Juliana Alves. Serjão esteve à frente do grupo Nó na Madeira, que mesclava sucessos de Arlindo Cruz, Fundo de Quintal, Zeca Pagodinho, Almir Guineto, entre outros.

Júlio, atualmente com 36 anos, o acompanha desde os 8 anos, tocando cavaquinho. Juliana canta há mais de 20 anos e juntos prometem um repertório eclético, para agradar a diversos gostos musicais.

Esquema vacinal

Seguindo orientação da Resolução 166, de 4 de novembro de 2021, da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, para regulamentação de eventos no território estadual, tais como atividades culturais, esportivas e de lazer, deverão ser observados: exigência de comprovação de esquema vacinal completo (duas doses ou dose única), ou pelo menos uma dose da vacina com apresentação de resultado negativo de teste para Covid-19 do tipo PCR, realizado até 48 horas, ou do tipo antígeno, realizado até 24 horas antes da realização do evento.

Menores de 12 anos devem respeitar a obrigatoriedade do uso de máscara e demais protocolos de prevenção à Covid-19. A equipe da Secretaria Municipal de Cultura estará a postos na entrada do evento para conferência dos dados.

Semana da Consciência Negra

Data: 16 a 21 de novembro

Local: Museu Municipal Antônio Reginaldo Geiss

Endereço: Rua Pedro Gonçalves, 477 (Centro)

Entrada franca

Notícias relacionadas

Com informações Prefeitura de Indaiatuba

PUBLICIDADE

Destaque

‘Bolsa Trabalho’ abre vagas para moradores de Indaiatuba; Veja como participar

Artigo

em

Por

Os interessados ​​terão até o dia 7 de fevereiro para se inscrever no programa do Governo do Estado de São Paulo.

O objetivo é qualificar profissionais desempregados, maiores de 18 anos e com renda não superior a meio salário mínimo per capita. Tem duração de cinco meses com dotação mensal de R$ 540,00.

LEIA TAMBÉM

Os cursos profissionais virtuais oferecidos pela Univesp (Universidade Virtual do Estado de São Paulo) têm um total de seis opções com duração de 80 horas e carga horária diária de 4 horas. Os temas abordados são auxiliares de produção e controle de estoque, administração, gestão de pessoas, organização de eventos, procedimentos e serviços administrativos, secretaria e recepção.

Os interessados devem se inscrever pelo link: www.bolsadopovo.sp.gov.br. As inscrições são gratuitas e, apenas de forma On-line. São necessários os seguintes documentos: rg, cpf , carteira de trabalho e comprovante de endereço. Mais informações entrar em contato pelo telefone: (19) 3816-9252

SERVIÇO

DATA DE INSCRIÇÃO: 26/01 até 07/02/2022

LINK: www.bolsadopovo.sp.gov.br.

TELEFONE: (19) 3816-9252.

Com informações Prefeitura de Indaiatuba

Continue lendo

Notícias

Segunda Audiência Pública para Revisão do Plano Diretor acontece quinta-feira (27) em modelo híbrido

Artigo

em

Por

  • Publicação: 26/01/2022 09:33h
  • Redator(es): Sirlene Virgílio Bueno
  • Release N.º: 80

A Prefeitura de Indaiatuba, por meio da Secretaria de Planejamento Urbano e Engenharia, promove na quinta-feira (27), a segunda Audiência Pública para a Revisão do Plano Diretor Municipal (PDM) e Lei de Uso e Ocupação do Solo (LUOS). A apresentação da Proposta Técnica será realizada no Auditório da Prefeitura, a partir das 18h. Devido às restrições impostas pelo Governo do Estado em virtude da pandemia de Covid-19, a audiência será realizada de forma híbrida, com transmissão ao vivo por meio do canal Youtube oficial da Prefeitura, https://youtube.com/c/PrefeituradeIndaiatubaOficial. A população poderá assistir à Audiência Pública e encaminhar contribuições por meio de formulário específico, de maneira remota e segura.

O evento presencial será mantido para as pessoas que não têm acesso à internet e contará com controle de público e demais protocolos sanitários. O uso de máscara cobrindo o nariz e a boca é obrigatório durante toda a audiência, os participantes deverão apresentar o comprovante de esquema vacinal completo (2 doses ou dose única), ou portar resultado negativo de teste de Covid 19 do tipo PCR realizado em até 48 horas, ou do tipo antígeno realizado em até 24 horas, antes da data do evento.

De acordo com o secretário de Engenharia, o arquiteto Rubens Oliveira, o documento para download referente à Etapa 4 dos trabalhos que trata da Proposta Técnica para a Revisão está disponível no site da Prefeitura, na página da Secretaria de Planejamento Urbano e Engenharia – https://www.indaiatuba.sp.gov.br/engenharia/plano-diretor/. “Durante o evento, as sugestões e dúvidas sobre a proposta técnica (Etapa 4) poderão ser encaminhadas de forma virtual por meio do formulário que será disponibilizado na página da transmissão, até o final da apresentação técnica. Lembrando que as manifestação deverão envolver somente temas pertinentes ao conteúdo apresentado”, reforçou.

A revisão do Plano Diretor e a Lei de Uso e Ocupação do Solo tem como objetivo atualizar os principais instrumentos da Política Urbana, os quais organizam o crescimento e o funcionamento da cidade, por meio da definição de um conjunto de ações que devem ser promovidos pelo Poder Público para que todos os cidadãos tenham acesso à moradia, ao saneamento ambiental, à infraestrutura urbana, ao transporte, aos serviços públicos, ao trabalho e ao lazer, seguindo os direcionamentos do Estatuto da Cidade (Lei Federal nº 10.257/2001) e das Resoluções do Conselho da Cidade (em especial nº 25/2005 e nº 34/2005).

Como as leis servem de base para a política municipal de desenvolvimento e ordenamento territorial, a revisão deve ocorrer a cada dez anos, conforme estabelece o Art. 40 do Estatuto da Cidade e o Art.43 do Plano Diretor vigente (Lei Complementar nº 09/2010).

Os trabalhos para a revisão foram iniciados no final de 2019 pela empresa Geo Brasilis, com o suporte e acompanhamento dos técnicos da Secretaria de Planejamento Urbano e Engenharia. “Por conta da pandemia, o tempo decorrido entre o início dos trabalhos e esta segunda audiência foi maior do que o planejado, por isso vamos tornar o debate mais amplo com a realização de uma terceira audiência pública prevista para o mês de fevereiro. Com isso, pretendemos apresentar à Câmara Municipal uma proposta coesa, democrática e factível, com ampla participação popular”, ressaltou o secretário da pasta.

Entre as mudanças propostas na revisão do PDM estão a adequação do mapa de uso do solo com a inserção de todas as nascentes cadastradas após estudos contratados pelo Saae (Serviço Autônomo de Água e Esgotos); a definição clara entre áreas urbanas e rurais, excluindo-se as área de expansão urbana que hoje não possuem índices e parâmetros urbanísticos, respeitando o Estatuto da Cidade; formulação de diretrizes e políticas necessárias à estruturação, ao ordenamento e ao desenvolvimento sustentável dos meios urbano, rural e das indústrias; proporcionar a aprovação de um Plano ajustado à realidade do município; e propor soluções técnicas inovadoras adequadas à dinâmica urbana e territorial de Indaiatuba, com suas vocações e potencialidades, expansão urbana, conflitos de usos existentes, deficiência de infraestrutura e análise crítica do Plano e da Lei de Uso e Ocupação do Solo vigentes.

Notícias relacionadas

Com informações Prefeitura de Indaiatuba

Continue lendo

Notícias

Curso técnico de química da Fiec conquista recertificação do selo de qualidade CRQ IV-REGIÃO com nota máxima

Artigo

em

Por

  • Publicação: 25/01/2022 16:13h
  • Redator(es): Wanielly Amorim
  • Release N.º: 79

O prefeito, Nilson Gaspar e o superintendente da Fundação Indaiatubana de Educação e Cultura (Fiec), Geraldo Garcia, receberam nesta terça-feira (25/1), a placa que simboliza o Selo de Certificação do Conselho Regional de Química (CRQ / IV Região), entregue pela gerente de fiscalização, Andrea Mariano.

No Estado de São Paulo apenas 9 cursos técnicos de Química, de 6 instituições, possuem a certificação vigente do selo que reconhece e atesta a qualidade do curso e a competência da instituição. O curso oferecido pela Fiec, já obteve três certificações do selo que é válido por três anos, a última renovação, foi conferida em novembro de 2021, por meio do Plenário da Câmara Técnica de Ensino do CRQ, certificando a nota máxima inédita à Fiec.

A gerente de fiscalização do conselho, informou que na história do selo, nenhuma escola/curso, havia recebido a nota máxima (cinco), da auditoria técnica do CRQ. “São várias etapas para auditar a qualidade do curso e a Fiec é a única instituição no Estado de São Paulo, a ter o curso de química avaliado com excelência. Parabenizo vocês por essa conquista”. Concluiu Andrea.

O prefeito Nilson Gaspar, parabenizou a equipe Fiec e os professores. “Indaiatuba tem mais de 400 empresas em atividades químicas e a grande maioria delas absorvem a mão de obra qualificada da Fiec, pois sabem da qualidade oferecida pelo curso, a conquista do selo é o retorno de que o trabalho está sendo bem executado”. Concluiu.

O superintendente da Fiec, creditou a conquista do selo aos docentes do técnico de Química

“Os professores são altamente capacitados e fazem um excelente trabalho de profissionalização do aluno. A Fiec oferece toda a infraestrutura laboratorial com modernos equipamentos, para que tenham a prática exata da área química”. Finalizou.

Para o coordenador dos cursos, Claudemir Borgo, o selo traz inúmeros benefícios principalmente para os alunos. “A revalidação do curso técnico, atesta não só a qualidade do curso e dos docentes, mas garante ao aluno alto índice de empregabilidade, pois é o diferencial que só a Fiec oferece em Indaiatuba”. Encerrou.

Também estiveram presentes na cerimônia de entrega do selo, o secretário de meio ambiente Guilherme Gaspar Magnusson, a diretora da Fiec Eliane Geiss, a assistente de direção Nilza Chavier, e a representante do Conselho Regional de Química na Fiec, Prof.ª. Marta Eliza Bérgamo.

Sobre o Programa Selo de Qualidade CRQ-IV

Criado em 2007, o Programa objetiva oferecer um instrumento de identificação e certificação das escolas comprometidas com a qualidade de ensino. Define parâmetros a partir dos quais as instituições podem se auto avaliar, fazer ajustes e assim proporcionar uma formação adequada às necessidades do mercado de trabalho. O Selo também serve como parâmetro para que estudantes possam escolher os melhores cursos, bem como para sinalizar às empresas onde buscar os melhores estagiários e profissionais para compor seus quadros de colaboradores.

Notícias relacionadas

Com informações Prefeitura de Indaiatuba

Continue lendo
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Destaque

DestaqueAtualizado há 3 horas

‘Bolsa Trabalho’ abre vagas para moradores de Indaiatuba; Veja como participar

Os interessados ​​terão até o dia 7 de fevereiro para se inscrever no programa do Governo do Estado de São...

DestaqueAtualizado há 15 horas

Veja a chegada do A321 da Minnie no Aeroporto de Viracopos

Desde a sua criação, a Azul Linhas Aéreas tem investido fortemente em marketing, tanto por conta própria quanto por meio...

DestaqueAtualizado há 18 horas

SEG Automotive abre processo seletivo pela internet para área de Produção e TI

Fornecemos soluções para os requisitos de mercado de hoje e de amanhã. Há mais de 100 anos, nossos motores de...

DestaqueAtualizado há 19 horas

EBF seleciona funcionários para trabalho em Indaiatuba

LEIA TAMBÉM Diárias no Royal Palm Plaza Resort, em Campinas, a partir de R$ 832 com pensão completa Bandidos mantém...

DestaqueAtualizado há 1 dia

Em comemoração ao aniversário de São Paulo, GOL oferece voos a partir de R$ 134,77

A GOL Linhas Aéreas, que tem na capital paulista um de seus principais hubs, formado pelos aeroportos de Congonhas (CGH)...

BrasilAtualizado há 2 dias

Bebê de 1 ano morre após auxiliar de enfermagem aplicar medicação errada

Luiz Eduardo Pedro Costa, de 1 ano e 6 meses de idade, que estava internado no Hospital de Bastos desde...

DestaqueAtualizado há 2 dias

Marfrig abre processo seletivo para Operadores, Técnicos e Analistas; Saiba como se candidatar

A Marfrig é uma empresa com presença e atuação global, com produtos consumidos por milhões de clientes em mais de...

DestaqueAtualizado há 3 dias

Lenovo abre inscrições para programa de empregos 2022

A Lenovo, empresa chinesa de tecnologia, anunciou a abertura de novas vagas de emprego em Indaiatuba e São Paulo. A...

DestaqueAtualizado há 5 dias

Polícia Federal cumpre mandados de prisão em operação contra o tráfico de drogas em Indaiatuba

Nesta sexta-feira (21), a Polícia Federal cumpriu mandados de prisão, busca e apreensão na segunda fase de repressão ao tráfico...

DestaqueAtualizado há 5 dias

Confira o calendário infantil da vacinação nos dias 24 e 25 de janeiro

A Prefeitura de Indaiatuba dá sequência à vacinação contra a COVID-19 para crianças de 5 a 11 anos no Espaço...

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

TAGS

+ VISTOS