A Prefeitura de Campinas confirmou, no início da tarde de hoje (12), a morte de Heleno Severo Alves, de 84 anos, uma das vítimas do atentado ocorrido na terça-feira (11), na Catedral Metropolitana de Campinas. Heleno, que residia em Indaiatuba, faleceu hoje, às 13h25, no Hospital Municipal Dr. Mário Gatti.

Além de Heleno, também morreram Sidnei Vitor Monteiro, 39; José Eudes Gonzaga, 68; Cristofer Gonçalves dos Santos, 38; Elpidio Alves Coutinho, 67.

Em nota, a assessoria do hospital informou que Jandira Prado Monteiro, 65, também atingida no atentado, recebeu alta na manhã de hoje.

Tragédia em Campinas

Um homem matou cinco pessoas, feriu outras três e se matou dentro da Catedral Metropolitana de Campinas na tarde dessa terça-feira (11) durante a missa do meio dia.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, o suspeito teria entrado na Catedral com uma pistola e um revólver calibre 38. Após cometer os crimes, ele teria se matado em frente ao altar. As informações ainda são desencontradas, o atirador não foi identificado e a motivação para que ele tenha efetuado os disparos ainda é desconhecida.

O SAMU atendeu os feridos e a Polícia Militar foi acionada para a ocorrência. A perícia técnica ainda está no local fazendo o trabalho de coleta de provas e encaminhamento dos corpos.

O que se sabe até o momento é que o atirador teria entrado na Catedral por volta das 13h, sentado em um dos bancos da igreja e ao final da celebração efetuado vite disparos.

Os feridos foram encaminhados para hospitais da região: Mário Gatti, Beneficência Portuguesa e Hospital de Clínicas (HC) da Unicamp. Uma mulher de 65 anos teve lesões na mão e toráx, foi socorrida ao Mário Gatti e está fora de perigo. Para o mesmo hospital foi encaminhado um idoso de 84 anos que foi atingido por dois disparos na região do toráx e abdômen. O estado dele é grave.

Outra mulher baleada em uma das pernas, de 68 anos, foi levada para o Hospital das Clínicas da Unicamp. O quadro de saúde dela é estável. Um homem de 64 anos foi atingido por dois tiros de raspão e encaminhado ao Hospital Beneficência Portuguesa.

O entorno da Catedral está isolado e imagens das câmeras de monitoramento serão usadas na investigação. O padre Amauri Thomazzi, que era da Igreja Nossa Senhora do Perpétuo Socorro em Indaiatuba, estava na Catedral na hora do ataque. Ele gravou um vídeo para acalmar os fiéis contando como tudo aconteceu, sobre os mortos e feridos e pediu orações para esse momento.

Veja também:

Fonte: TV Sol Comunidade
Receba as “Notícias De Indaiatuba’ no Seu WhatsApp Os leitores que solicitarem o serviço gratuito irão receber, direto nos seus aplicativos, as principais notícias do dia. Estar sempre conectado aos aplicativos de mensagens instantâneas, como o WhatsApp, não significa estar desinformado. Com o Notícias de Indaiatuba, você pode receber diariamente as principais notícias do dia no seu celular. Para participar, basta adicionar nos seus contatos o número (19) 98122-4163 e enviar uma mensagem pelo WhatsApp, enviando a palavra “Notícias de Indaiatuba” (quem já é adepto do serviço continuará recebendo as notícias pelo número divulgado anteriormente). O esquema de envio será via lista de transmissão. Isso significa que os leitores que optarem por receber o conteúdo só serão notificados pelo Notícias de Indaiatuba, que administra o grupo.

Artigos relacionados
Carregar mais por - redação
Carregar mais em Polícia
Comentários estão fechados.

Leia também

Refém após assalto em Viracopos revela conversa com criminosos: ‘Achei que era minha hora’

Assalto em aeroporto de Campinas causa momentos de terror; veja imagens Um serralheiro fei…