O Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP), foi convidado a participar do TEDx Campinas para falar sobre o tema principal promovido na atualidade pela famosa organização: Transbordar.

E fazendo jus à importância do convite feito no último mês de dezembro, bem como ao tema, Viracopos publicou um lindo vídeo com inspiradoras histórias de duas das protagonistas da aviação no aeroporto: uma Fiscal de Operações e uma piloto da Azul Linhas Aéreas.

LEIA TAMBÉM




No vídeo acima, em emocionantes relatos, Kely Juliana de Oliveira e Barbara Alday contaram sobre seu trajeto dentro deste lindo segmento e o que as motivou a continuar no ramo mesmo com as dificuldades que encontraram ao longo do tempo.

Primeiro, o Aeroporto fez uma criativa introdução simulando o pouso e a chegada de uma aeronave fictícia registrada sob a matrícula P-TEDx, em alusão ao TEDx.

Caso você nunca tenha ouvido falar, TED é uma organização sem fins lucrativos dedicada às ideias que merecem ser espalhadas. Nasceu em 1984 como uma conferência anual na Califórnia, Estados Unidos, e hoje possui múltiplas iniciativas que suportam sua missão.

E no espírito das ideias que merecem ser espalhadas, o TED criou o programa chamado TEDx, uma série de eventos locais, e organizados de forma independente através de uma licença, que reúnem pessoas para dividir uma experiência ao estilo TED.

Voltando ao vídeo, a aeronave P-TEDx é recebida no pátio por Kely, que então começa a contar sua história de 11 anos em Viracopos, dizendo, com entusiasmo, que adora seu trabalho de Fiscal de Operações.

Segundo ela, muito carinho e dedicação são necessários para se trabalhar em um aeroporto, uma vez que pessoas dos mais variados lugares e passando por diferentes situações chegam e partem a todo momento.

E o que mais a motiva a fazer seu trabalho é seu pai, que sempre gostou muito do aeroporto e fez com que ela visse o local crescer durante toda sua infância.

Já a primeiro-oficial Barbara conta uma história também muito inspiradora. Com 36 anos e tendo iniciado sua história na aviação há 11 anos, ela realizou seu sonho em 2014, ao entrar na Azul Linhas Aéreas no mesmo ano em que se casou.

Então, cerca de um ano depois, ao engravidar, ela conta que seu marido lhe deu todo o apoio para continuar levando adiante seu sonho: ele ficaria em casa e se dedicaria a cuidar da bebê para que ela pudesse continuar levando adiante seu sonho de voar.

Barbara ainda comenta o que costuma ser um pensamento comum aos que admiram a aviação: “é surreal como uma máquina de toneladas consegue voar, e levar o sonho das pessoas para diversos lugares”.




Artigos relacionados
Carregar mais por - redação
Carregar mais em Região
Comentários estão fechados.

Leia também

Yoki fará “Yokermesse 2021” para o público celebrar as Festas Juninas de casa

Entretenimento LEIA TAMBÉM Yoki fará “Yokermesse 2021” para o público celebrar as Festas J…