Superlotação de ônibus continua mesmo com fechamento do comércio nesta segunda

Superlotação de ônibus continua mesmo com fechamento do comércio nesta segunda

Recorrente durante a epidemia do novo coronavírus em Campinas (SP), a lotação nos ônibus do transporte público causa medo nos passageiros. Novos flagrantes, registrados na manhã desta segunda-feira (22), mostram sete linhas com problemas. A Emdec alegou que as situações foram pontuais e reafirma que o monitoramento ocorre em tempo real (leia o posicionamento ao fim do texto). A cidade tem 213 mortes pela Covid-19 e 5.751 casos.

A Emdec afirmou também que, com a nova suspensão do funcionamento do comércio de rua e shoppings, válido a partir desta segunda, não realizou nenhuma ação que possa comprometer o desejo de deslocamento das pessoas.

Em coletiva transmitida pelas redes sociais, o prefeito, Jonas Donizette (PSB), disse que o sistema registrou queda de 15% na demanda no primeiro dia do novo fechamento do comércio e que não houve redução da frota neste primeiro dia. Segundo o chefe do Executivo, a situação será monitorada nos próximos dias.

Flagrantes

A produção da EPTV flagrou problemas em sete linhas nesta manhã: 190, 371, 430, 135, 191, 197 e 154. Além de um relato de atraso no ônibus que atende a 135.

Na Rodovia Santos Dumont (SP-075), altura do bairro Parque Oziel, o veículo que atende a linha 190 – São Domingos já chegou ao ponto com lotação.

Pouco tempo depois, já na Avenida Prestes Maia, a fila para entrar no coletivo da linha 371 era grande. A situação era parecida na linha 430.

1 de 3
Passageira faz sinal de lotação em ônibus de Campinas — Foto: Johnny Inselsperger/EPTV

Passageira faz sinal de lotação em ônibus de Campinas — Foto: Johnny Inselsperger/EPTV

‘Dá medo’, relata passageira

Esperando para entrar no ônibus, uma passageira relatou que não existe outra alternativa, já que os veículos da linha que ela utiliza só passam a cada uma hora.

“Dá medo, ‘né’?”, resume a mulher, ao ser questionada sobre a situação durante a pandemia. A lotação é tanta que o motorista tem dificuldade para fechar a porta da frente.

A situação impediu que uma das passageiras conseguisse entrar no veículo. Sem opção, ela precisou esperar outro ônibus, que também estava cheio. Outros passageiros relataram atraso em algumas linhas.

“Está bastante cheio, bem apertado. Muito idoso”, relata uma usuária da linha 154, que passa pelos hospitais Mário Gatti e Álvaro Ribeiro.

Questionada sobre a situação, a mulher revelou o temor com a aglomeração. “Muita [preocupação], tenho mãe doente em casa. É complicado”.

2 de 3
Fila para entrar em ônibus de Campinas nesta segunda-feira (22) — Foto: Johnny Inselsperger/EPTV

Fila para entrar em ônibus de Campinas nesta segunda-feira (22) — Foto: Johnny Inselsperger/EPTV

A Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec) informou que os “ajustes são finos e pontuais” no primeiro dia de novo fechamento do comércio. “Não ocorreu qualquer ação que possa comprometer o desejo de deslocamento das pessoas”.

Segundo a Emdec, as sete linhas mencionadas atendem eixos diferentes do transporte público e ocorreram situações pontuais. Além disso, disse que as situações são corrigidas a partir da reprogramação dos horários das linhas.

Apesar do monitoramento “constante e feito em tempo real” da Emdec, o secretário de Transportes, Carlos José Barreiro, alegou, em 12 de junho, que há dificuldade de prever o comportamento humano quando questionado sobre os problemas.

3 de 3
Fila para entrar em ônibus lotado do transporte público de Campinas — Foto: Johnny Inselsperger/EPTV

Fila para entrar em ônibus lotado do transporte público de Campinas — Foto: Johnny Inselsperger/EPTV

“As adequações continuarão ocorrendo, até que o sistema esteja equilibrado, em função da nova dinâmica de circulação. O sistema de transporte público coletivo do município é muito complexo. A cidade tem mais de 800 km². É muito espraiada; e é necessário atender o interesse de deslocamento em todas as regiões. O sistema tem mais de 200 linhas”, afirmou a empresa, em nota.

A Emdec também afirmou que a população conta com o aplicativo Busão na Hora, que informa em tempo real o momento de chegada do ônibus no ponto.

Relembre outros casos

Receba as “Notícias De Indaiatuba’ no Seu WhatsApp Os leitores que solicitarem o serviço gratuito irão receber, direto nos seus aplicativos, as principais notícias do dia. Estar sempre conectado aos aplicativos de mensagens instantâneas, como o WhatsApp, não significa estar desinformado. Com o Notícias de Indaiatuba, você pode receber diariamente as principais notícias do dia no seu celular. Para participar, basta adicionar nos seus contatos o número (19) 98122-4163 e enviar uma mensagem pelo WhatsApp, enviando a palavra “Notícias de Indaiatuba” (quem já é adepto do serviço continuará recebendo as notícias pelo número divulgado anteriormente). O esquema de envio será via lista de transmissão. Isso significa que os leitores que optarem por receber o conteúdo só serão notificados pelo Notícias de Indaiatuba, que administra o grupo.

Artigos relacionados
Carregar mais por - redação
Carregar mais em Região
Comentários estão fechados.

Leia também

Industria de Indaiatuba seleciona funcionários para Operador Multifuncional

Industria situada no American Park Empresarial NR está com 4 oportunidades de trabalho par…