Receba essa e outras notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Em um dia de coincidências, dois incidentes ocorreram com aeronaves da mesma empresa e ambos partindo do mesmo aeroporto, o Internacional de Viracopos, em Campinas (SP).

LEIA TAMBÉM




O primeiro incidente ocorreu nas primeiras horas da manhã da última sexta-feira, dia 16 de abril, com o Embraer ERJ-195 registrado sob a matrícula PR-AYV, famoso por sua pintura especial com a bandeira do Brasil estampada na sua fuselagem e apelidado de ‘Bandeirinha’ (no diminutivo por também existir um grande A330-200 da Azul com a mesma pintura).

A aeronave cumpria o voo de número AD4212, que dura cerca de 01h10 e saiu de Campinas, hub da Azul interior de São Paulo, com destino a Belo Horizonte, em Minas Gerais, com 94 passageiros e 5 tripulantes.

O ‘Bandeirinha’ decolou do Aeroporto de Viracopos por volta das 07h30 da manhã (horário local), utilizando a pista 15. Segundo informações do CENIPA, entretanto, durante a fase inicial do voo, os pilotos interromperam a subida no FL070 (cerca de 7.000 pés de altitude) após a aeronave apresentar uma mensagem de “LG WOW SYS FAIL” no painel, indicando discrepância no sistema que identifica se a aeronave está no solo ou em voo (através do peso aplicado sobre os trens de pouso).

Com o indicativo de falha ou mau funcionamento, os pilotos efetuaram procedimentos padrões e consultaram o QRH (Manual de Referência Rápida), porém, não obtiveram sucesso na resolução da indicação de falha.

Diante disso, os pilotos decidiram por não prosseguir a Belo Horizonte e quando estavam sobrevoando a cidade de Americana (SP), ainda bem próximos a Campinas, retornaram a Viracopos, onde efetuaram um pouso normal, cerca de 15 minutos após a decolagem.

Dados do RadarBox mostram a trajetória da aeronave desde a decolagem, até realizar o retorno ao aeroporto de partida e o pouso:

Imagem: RadarBox




Um Embraer ERJ-195 substituto, registrado sob a matrícula PR-AUF, assumiu o voo e chegou ao Aeroporto Internacional de Confins com um atraso de cerca de 90 minutos. O Bandeirinha permaneceu em Campinas até a noite do dia seguinte, 17, quando então voltou às operações regulares.

O segundo incidente, também na manhã da última sexta-feira, ocorreu com um Airbus A321neo, registrado sob a matrícula PR-YJA, que realizava um voo regular de passageiros de Campinas até Salvador, na Bahia.

A aeronave decolou às 10h40 do horário local, da pista 33 do Aeroporto Internacional de Viracopos, para realizar o voo de número AD4940 com 202 passageiros e 6 tripulantes.

Segundo os dados do CENIPA, durante a fase de subida, os pilotos interromperam a ascensão no FL100 (cerca de 10.000 pés de altitude) após receberem indicações de falha ou mau funcionamento no “AVIONICS VENT”, sistema esse que fornece ar de resfriamento para o compartimento de aviônicos, instrumentos de cabine de comando e painéis de disjuntores.

A aeronave manteve cerca de 6.800 pés e entrou em órbitas de espera para que a tripulação pudesse consultar e trabalhar nos manuais e checklist do Airbus.

Dados do RadarBox abaixo mostram a trajetória da aeronave em espera:

Imagem RadarBox

Após cerca de 15 minutos de espera e realizando os procedimentos necessários, os pilotos decidiram então retornar ao aeroporto campineiro, pousando seguramente na pista 33, às 11h17 (horário local), 35 minutos após a decolagem. O A321neo retornou às operações regulares menos de 24 horas depois, logo na manhã do dia 17.

Vale ressaltar que os dois incidentes ocorrendo no mesmo dia e no mesmo aeroporto devem ser considerados apenas como uma curiosa coincidência, afinal, toda aeronave é sujeita a panes, motivo pelo qual possuem sistemas redundantes que permitem a segurança do voo mesmo com a falha, exatamente como observado nos dois casos, que terminaram sem maiores consequências.

Relembre outros incidentes recentes:




Artigos relacionados
Carregar mais por - redação
Carregar mais em Região
Comentários estão fechados.

Leia também

Yoki fará “Yokermesse 2021” para o público celebrar as Festas Juninas de casa

Entretenimento LEIA TAMBÉM Yoki fará “Yokermesse 2021” para o público celebrar as Festas J…