A Secretaria da Administração Penitenciária informou, na manhã desta terça-feira, 17,  que a situação foi controlada nos Centros de Progressão Penitenciária de Mongaguá, Tremembé e Porto Feliz, além da ala de semiaberto da Penitenciária I de Mirandópolis, onde houve evasão de presos e ato de insubordinação devido à suspensão da saída temporária, que ocorreria nesta terça-feira (17).
Em Porto Feliz, a Penitenciária tinha capacidade para  1080 presos e abrigava 1825 no dia 13 de março. A SAP não divulgou o número de foragidos, mas disse que 251 foram capturados. Um grupo chegou a sequestrar um ônibus rural e obrigou o motorista a deixá-los em cidades como Americana, Campinas e Valinhos.
Todas as unidades abrigam apenas presos em regime semiaberto, que é o preso que tem a possibilidade de sair para trabalhar ou estudar durante o dia e retornar, e que por lei tem direito a cinco saídas temporárias por ano.
O Grupo de Intervenção Rápida controlou a situação nos presídios de forma imediata. Até às 10h00 desta terça-feira (17), 517 presos foram recapturados pela Polícia Militar com apoio de agentes de segurança penitenciária. A SAP realiza a contagem para determinar o número exato de fugitivos.
Saída temporária suspensa
A medida foi necessária, pois o benefício contemplaria mais de 34 mil sentenciados do regime semiaberto que, retornando ao cárcere, teriam elevado potencial para instalar e propagar o coronavírus em uma população vulnerável, gerando riscos à saúde de servidores e de custodiados.

Fonte: Jornal de Itu

Artigos relacionados
Carregar mais por - redação
Carregar mais em Polícia
Comentários estão fechados.

Leia também

Pepsi fará mega show virtual com transmissão global

Pepsi fará mega show virtual com transmissão global Por Alana Santos Para manter o pessoal…