Um estudo publicado pelo Ministério da Defesa da Grã-Bretanha mostrou que um dos componentes usados em repelentes de insetos, tem a capacidade de neutralizar a evolução do Covid-19. Os cientistas testaram o citriodiol sobre o SARS-CoV-2 em estado líquido e em uma superfície de teste que imita a pele. Em ambos os experimentos, o componente químico mostrou eficácia contra o Covid-19.

O produto é usado na composição de produtos contra mosquitos e apresentou nas pesquisas a presença de propriedades antivirais. Ele é feito de óleos extraídos do eucalipto citriodora, presente na América do Sul, África e Ásia. O citriodiol já era conhecido por matar outros tipos de coronavírus.

LEIA TAMBÉM

Leia também:

O Ministério da Defesa informou que a pesquisa não foi revisada por outros cientistas e deve servir de base para estudos de organizações científicas. “O DSTL [Cientistas do Laboratório de Ciência e Tecnologia de Defesa] espera que as descobertas desta pesquisa possam ser usadas como um trampolim para que outras organizações ampliem e desenvolva a pesquisa, assim como para confirmar as descobertas desta publicação”, diz a nota da organização.

Os repelentes são usados desde maio pelas Forças Armadas da Grã-Bretanha, de acordo com o ministro britânico da Defesa, Ben Wallace.

Artigos relacionados
Carregar mais por - redação
Carregar mais em Saúde & Bem Estar
Comentários estão fechados.

Leia também

Jundiaí não registra nenhuma morte por Covid-19 em 24 horas

A continuidade da pandemia do novo coronavírus resultou na união de esforços para mais uma…