O Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos (Bio-Manguinhos), da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), anunciou nesta terça (6) que já produz 900 mil doses diárias da vacina contra a Covid19. São duas linhas de produção, segundo a nota divulgada, e a previsão é de que sejam entregues 18,4 milhões de doses até 2 de maio.

Somando-se às 8,1 milhões de doses já entregues dia 2 ao Programa Nacional de Imunizações (PNI) do Ministério da Saúde (4 milhões de doses importadas da Índia e 4,1 milhões produzidas internamente), a instituição alcançará a marca de 26,5 milhões de vacinas para os brasileiros.

LEIA TAMBÉM

Neste momento, a produção semanal já alcança entre 5 e 6 milhões de doses. O processo de escalonamento da produção prossegue e o próximo passo é a entrada do segundo turno de trabalho, que permitirá a produção de até 1,2 milhão de doses diárias.

vacina fiocruz

Em duas linhas de produção, se produz 900 mil doses/dia (Foto: Paulo Schueler)

De acordo com a Fiocruz, todas as entregas ao PNI, no entanto, são feitas após processo de controle de qualidade. Já foram produzidas 11 milhões de doses que estão, no momento, num procedimento que dura cerca de 20 dias (de acordo com a leva produtiva) e que é necessário para garantir a oferta à população de um produto seguro e eficaz.

Leia também:

O cronograma de entregas pactuado com o Ministério da Saúde segue um esquema semanal e está sujeito à logística de distribuição definido pela pasta, além dos protocolos de controle de qualidade. “Bio-Manguinhos/Fiocruz não está enfrentando qualquer problema técnico ou operacional na fábrica. Todos os equipamentos funcionam corretamente e as equipes de fabricação da vacina Covid-19 já dominam os processos de produção”, informou, na nota.

Anvisa

A transferência de tecnologia (que permitirá a autonomia nacional na produção da vacina) prossegue com as trocas de informações entre Bio-Manguinhos/Fiocruz e a AstraZeneca. As instalações da Fiocruz receberão a visita da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) no final de abril para que a área local de produção de Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA) receba o certificado técnico Operacional da agência reguladora.

Artigos relacionados
Carregar mais por - redação
Carregar mais em Saúde & Bem Estar
Comentários estão fechados.

Leia também

Adolescente é conduzido à delegacia por suspeita de envolvimento com o tráfico

Publicação: 23/04/2021 10:17h Redator(es): Eduardo Turati Release N.º: 406 Foto: Eduardo T…