O prefeito de Indaiatuba, Nilson Gaspar (MDB), acaba de anunciar, em transmissão ao vivo pelo Facebook, que foi confirmado o primeiro caso de covid-19 (novo coronavírus) no município. Trata-se de um homem, de 36 anos, que está isolado em casa desde o último dia 20. Ele trabalha em Campinas. A esposa do paciente também colheu exame ontem e aguarda resultado.

Indaiatuba tem 101 casos suspeitos, um foi confirmado, cinco foram descartados e os demais aguardam resultados de exames. Uma morte suspeita também foi descartada e outras duas continuam em investigação.

No Hospital Augusto de Oliveira Camargo (Haoc), há seis pacientes internados com suspeita da covid-19, sendo que três em ventilação mecânica (intubados) e três em ventilação espontânea.

Segundo o Haoc, não foram registrados altas ou óbitos de casos suspeitos de coronavirus nas últimas 24 horas. “Todos os casos considerados suspeitos têm exames colhidos para análise do Instituto Adolfo Lutz (IAL), sem resultados até o momento”, informou.

Com o primeiro caso confirmado, o prefeito adiantou que o planejamento da cidade para enfrentamento da covid-19 deve sofrer mudanças, mas que elas serão analisadas no decorrer da semana e, posteriormente, informadas à população.

Por enquanto, a quarentena segue até o dia 7 de abril, conforme o decreto estadual. “Qualquer mudança vai depender do dia a dia da nossa cidade. A situação financeira está deixando as pessoas preocupadas, mas eu vou seguir os profissionais da saúde. Me desculpe, mas não vou seguir político que fala o que quer, mas não assume a responsabilidade”, disparou Gaspar.

Indaiatuba, como cidade de referência no combate à covid-19, recebeu o repasse de quase R$ 2 milhões do Governo de Estado. A aplicação é feita, por exemplo, para a abertura de novos leitos no Haoc para atender, especificamente, os casos relativos ao novo coronavírus.

A secretária municipal da Saúde, Graziela Garcia, informou também que será feita a aquisição de testes rápidos de covid-19. A expectativa, segundo o prazo dado pelo fornecedor, é que os lotes cheguem, gradativamente, a partir desta semana.

O prefeito reforçou a importância do isolamento social. “As decisões são difíceis e eu ainda não tenho resposta para tudo, esse é o maior desafio que já passamos. Precisamos ter prudência, responsabilidade para salvar vidas”, disse Gaspar. “Daqui a pouco passa, mas, agora, temos de nos resguardar”, orientou.

“Não é para ir para parque fazer caminhada porque a gente ainda não sabe a dimensão do problema, temos de ser conservadores”, complementou a secretária de Saúde.

Artigos relacionados
Carregar mais por - redação
Carregar mais em Saúde & Bem Estar
Comentários estão fechados.

Leia também

Preços do etanol em SP avançam em maio diante de retomada gradual, diz Cepea

Os preços do etanol subiram no Estado de São Paulo em maio, apoiados por uma retomada grad…