Secretaria de Saúde contabiliza as ações e programas desenvolvidos no Decorrer de 2018

A Secretaria de Saúde de Indaiatuba contabiliza as ações desenvolvidas em 2018 e destaca as principais ações. Comandada pela secretária Graziela Drigo Bossolan Garcia a pasta visa planejar, desenvolver, orientar, coordenar e executar a Política de Saúde do município, compreendendo tanto o cuidado ambulatorial quanto o hospitalar. Também é de sua responsabilidade todas as ações de vigilâncias: Sanitária, Epidemiológica e Ambiental. Atualmente a Secretaria da Saúde conta com 1.146 servidores públicos distribuídos em 38 unidades de atedimento mais a parte administrativa que fica no Paço Municipal.
Indaiatuba possui 291 mé dicos na Rede Sistema Único de Saúde e este ano foram contabilizados os seguintes atendimentos: 328.284 consultas médicas na Atenção Básica; 1.452.813 atendimentos especializados; 561.227 atendimentos no Pronto Atendimento; 1.042.031 consultas e procedimentos de enfermagem; 14.087 internações e 12.606 procedimentos cirúrgicos. Também foram contabilizados 2.250.025 procedimentos diagnósticos; 1.902.770 exames laboratoriais; 105.359 exames de raio X; 30.842.123 medicamentos dispensados e 838.553 ações de prevenção e promoção à Saúde. No setor Odontológico foram 177.752 ações de prevenção em Saúde Bucal; 14.102 atendimentos na 1ª consulta programática.
A Rede Municipal de Saúde é equipada com 16 Unidades Básicas de Saúde; sete Farmácias (Unidades Básicas); dois Centros de Assistência Farmacêutica; Ambulatório de Especialidades e Hospital Dia; UPA Tipo III 24 horas; Pronto-Socorro Geral Haoc ( Hospital Augusto de Oliveira Camargo), CEO II; Ambulatório de Especialidades da Mulher e Criança; Ambulatório de Especialidades do Jardim Morada do Sol (Mini Hospital); Saae e CTA (ambulatório de moléstias infecciosas); Derefim – Departamento de Reabilitação Física e Mental; Cerest – Saúde do Trabalhador; Caps II – Centro de Atenção Psicossocial; Caps III – Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas 24 hs; Caps Infantil – Centro de Atenção Psicossocial Infantil; Laboratório Municipal de Análises Clínicas; Vigilância Sanitária; Vigilância Epidemiológica; Vigilância Ambiental; Central de Ambulâncias 24 horas; Almoxarifado; Serviço de Verificação de Óbitos; Centro de Operações contra a Dengue.
Os programas desenvolvidos pela Secretaria são: Programa Municipal de Qualidade da Rede Pública de Saúde o PMAQ (pelo Governo Federal) e QUALIAB (pelo Governo Estadual); Projeto 100% Saúde; Programa Mais Médicos; Programa de Residência Médica; Programa Boquinha Encantada; Programa de Prevenção ao Câncer Bucal; Programa Viva Leite; Programa Nascer Bem; Programa Nacional de Imunização; Programa Preventivo; Promoção de Saúde do Trabalhador; Hiperdin Hipertensos e Diabéticos; Programa de Combate à Dengue e Arboviroses; Santa Casa Sustentável; Práticas Integrativas; Combate ao Tabagismo; IST/AIDS (Infecções Sexualmente Transmissíveis) e Programa de Rastreio do DNA do HPV.
A Prefeitura intensificou esse ano a oferta de ultrassonografia e até o final de dezembro aumentou em cerca de 40% a quantidade de atendimento. A ação da Secretaria da Saúde teve o objetivo de diminuir o tempo de espera para melhorar o diagnóstico e a qualidade do atendimento. Geralmente eram feitos aproximadamente três mil exames de ultrassom por mês, e no último bimestre de 2018 foram ofertados 1.700 exames a mais de todos os tipos de ultrassonografias, custeados pelo próprio município com valor de R$ 150 mil.
Os pacientes da Rede Sistema Único de Saúde de Indaiatuba que necessitam de exame de imagem Tomografia e Ressonância Magnética também estão sendo chamados para a realização do exame por meio do recurso de R$ 265 mil obtido através de uma Emenda do deputado estadual Rogério Nogueira (DEM), após solicitação do Prefeito Nilson Gaspar (MDB). A previsão é que até janeiro zere a fila de espera com a realização de 1.452 exames de diagnóstico por imagem. No total, serão realizadas 779 tomografias e 673 ressonâncias magnéticas, executando os exames que estão em espera na Rede de Saúde de Indaiatuba. Os exames estão sendo feitos no Haoc (Hospital Augusto de Oliveira Camargo) em um caminhão móvel preparado para a realização dos mesmos.
Pela primeira vez as cirurgias de mastectomia foram feitas na cidade graças ao projeto ‘Empresa Solidária’ firmado com a Associação das Empresas de Serviços Contábeis de Indaiatuba (Aesci), a SHDias Consultoria e Assessoria e o Instituto de Gestão de Cidades (Igecs). As cirurgias realizadas no Haoc (Hospital Augusto de Oliveira Camargo) pelo médico Dr. André Desuó Bueno, beneficiaram 28 mulheres atendidas em Indaiatuba e outras oito mulheres encaminhadas ao CAISM/Unicamp por ser alta complexidade. A fila de espera para essa cirurgia zerou em novembro. O projeto também viabilizou 171 cirurgias vasculares.
De acordo com a secretária da pasta este ano foi muito positivo e uma das ações de destaque foi diminuir as filas de exames e cirurgias. “Conseguimos aumentar as ofertas de exames de imagem, também tivemos o projeto ‘Empresa Solidária’ que viabilizou as cirurgias vasculares e mastectomias, zerando a fila de espera para esses procedimentos”, comenta .
As ações contabilizadas do Departamento de Vigilância Epidemiológica abrangem: cobertura vacinal; coordenação das campanhas nacionais de vacinação; realização de treinamentos e capacitações para empresas, Serviços de Saúde e Profissionais de Saúde; investigação de óbitos; agravos e doenças de notificação compulsória; entre outras ações administrativas. Até outubro desse ano o Departamento contabilizou 113.957 vacinas aplicadas. “Mais uma proeminência foi para os Indicadores de Saúde, Indaiatuba não registrou em 2018 nenhum caso de Febre Amarela, Febre Maculosa, Zika e Chikungunya. A cobertura vacinal foi excelente e tivemos bons resultados com ações em escolas, praças e feiras livres”, comenta.
A Vigilância Sanitária é responsável pelo controle de bens de consumo que se relacionem com saúde, compreendidas as etapas e processos da produção ao consumo. Em 2018 o setor executou 13.427 procedimentos. O Curso Básico de Manipulação de Alimentos foi ministrado para 1.512 e o Curso de Biossegurança para Salões de Beleza teve a participação de 367 pessoas.
Outro fato para ênfase foram os treinamentos proporcionados este ano, aos funcionários da Saúde que atendem o público, visando melhorar a recepção e encaminhamento dos pacientes. “Trabalhamos o tema ‘Inteligência Emocional’ que é a capacidade de uma pessoa administrar as próprias emoções e usá-las a seu favor, além de entender as emoções das pessoas ao redor e dessa forma o indivíduo consegue construir relações saudáveis e fazendo escolhas conscientes.
Quando uma pessoa entende esse mecanismo e o utiliza, ela trabalha com mais entusiasmo e isso reflete na qualidade do atendimento”, explica Graziela. Este ano foi formado o Núcleo de Educação Permanente com dez colaboradores capacitados para trabalhar reflexões das práticas dentro das Unidades Básicas de Saúde e com foco no cuidado a quem cuida, o grupo foi denominado de ‘Grupo Ascendente’.
A Atenção Básica teve um olhar especial, foi ampliada sua cobertura como porta de entrada para o Sistema Único de Saúde, uma segunda equipe do Nasf (Núcleo de Apoio à Saúde da Família) foi criada, assim como o retorno das reuniões de planejamento do Gasf (Grupo de Apoio à Saúde da Família). “Todo esse movimento foi pensado para fortalecer a Atenção Básica que é foco da Saúde em Indaiatuba. Nosso objetivo é proporcionar um atendimento para toda família e promover ações que dão acesso aos Serviços de Saúde de forma ágil e eficaz”, sublinha a secretária da pasta.
A Atenção Básica de Indaiatuba trabalha além do atendimento médico e desenvolve práticas integrativas; cerca de 430 pessoas participam do Lian Gong e Xian kung. As Unidades de Saúde promovem ações variadas como: grupos de gestante; grupo de artesanato; terapia comunitária; auriculoterapia; aromaterapia; grupo de meditação; grupos de caminhada; grupo de crianças com puericultura; grupo de trabalho contra o tabagismo e acupuntura. O maior grupo de trabalho da Rede de Saúde é o Hiperdin (Programa de Hipertensos e Diabéticos de Indaiatuba) em 2018 participaram das atividades 10.027 pessoas.
Na Odontologia são realizados tratamento com restaurações, tratamento periodontal (gengiva), urgências odontológicas e exodontias simples. As ações do setor também envolvem a prevenção com escovação supervisionada nas Escolas Municipais, em 2018 foram 190.408 atendimentos; além disso o setor realizou 225.400 procedimentos individuais. A Prefeitura também entregou este ano 960 próteses dentárias.
Ainda na Atenção Básica há o projeto Nascer Bem que conta com uma equipe formada por enfermeiros, assistente social e técnicos de enfermagem. São feitos atendimentos aos recém-nascidos e suas genitoras nos hospitais de Indaiatuba, sendo visitadas 100% das parturientes, em 2018 foram 2.857 visitas realizadas até novembro. Os atendimentos visam orientações sobre amamentação, higiene do bebê, exames como teste do pezinho e orelhinha, vacinação, agendamento de puericultura para crianças que serão atendidas na Rede de Saúde.
Mais uma novidade na Área de Saúde que ocorreu em 2018 foi o simulado de acidente com múltiplas vítimas organizado pela Central de Ambulâncias. O treinamento foi direcionado para as equipes públicas e do setor privado que realizam atendimento Pré-Hospitalar de Urgência e Emergência, e também para demais serviços que podem se envolver direta ou indiretamente nesse tipo de situação. A ação aconteceu no Campo Bonito e envolveu dezenas de pessoas.
O Programa de Combate à Dengue e Arboviroses este ano promoveu um grande avanço com a liberação de mosquitos geneticamente modificados da linhagem OX5034 em quatro áreas do município. A LPMA (Liberação Planejada no Meio Ambiente) da nova linhagem do Aedes do Bem™ foi aprovada pela Comissão Técnica Nacional de Biossegurança (CTNBio) e as liberações aconteceram nos bairros Cecap, Jardim Itamaracá, Jardim Moacyr Arruda e Morada do Sol. Outros dois bairros (Jardim Oliveira Camargo e Jardim São Conrado) foram monitorados, para efeitos de comparação.
Mais uma inovação do setor foi a aquisição de aparelhos de inspeção visual remota para alturas. Também foram adquiridos 42 smartphones para a equipe de Agentes de Saúde; o aparelho é utilizado para acesso ao aplicativo Sisamob, que coleta todas as informações de vistoria no controle do Aedes, por onde se faz uma sincronização com o sistema online Sisaweb, gerando relatórios das áreas, indicadores rápidos e mapas de infestação; facilitando todas as atividades de controle, uma tecnologia que ajuda no planejamento oportuno das ações de combate às arboviroses. Até novembro foram contabilizadas 96 notificações, quatro multas e cinco autos de infração.
O Projeto 100% Saúde é vinculado à Secretaria de Saúde e incentiva a redução de peso por meio da mudança de hábitos alimentares e estilo de vida. Em 2018 foram feitas 1.542 novas inscrições, somando 5.108 participantes. O projeto é realizado em cinco polos: Câmara Municipal; Unidade Básica de Saúde Campo Bonito; Emeb Professora Maria Benedicta Guimarães; Unidade Básica de Saúde Parque Residencial Indaiá e na Unidade Básica de Saúde do Jardim Brasil. Somando a perda de peso de todos os participantes, foram eliminados 8.557,43 kgs até novembro.
O Derefim (Departamento de Reabilitação Física e Mental) realiza tratamento nas áreas de reabilitação física, auditiva e intelectual. No local há consultas nas especialidades: Fonoaudiologia, Fisioterapia, Terapia Ocupacional, Psicologia, Psicopedagogia, Serviço Social e Visitas Domiciliares. Em 2018 foram entregues 24 órteses; 156 aparelhos auditivos; nove próteses; 27 cadeiras de rodas. Também foram contabilizados 6.257 pacientes de fisioterapia com 26.682 atendimentos; 2.387 pacientes de fonoaudiologia e 5.448 atendimentos; 550 pacientes de psicologia com 833 atendimentos; 1.768 pacientes de terapia ocupacional com 4.940 atendimentos.
Confira no site do jornal a matéria completa do Balanço da Saúde.

Fonte: Jornal Exemplo

Artigos relacionados
Carregar mais por - redação
Carregar mais em Notícias
Comentários estão fechados.

Leia também

Inscrições para oficinas culturais no Cras do Campo Bonito acontecem na próxima semana

Notícias Inscrições para oficinas culturais no Cras do Campo Bonito acontecem na próxima s…