‘Quero o X-Marielle’, disse um deles; comentários foram feitos em grupo de rede social gerenciado pelos dois

João Paulo Saconi*

29/11/2018 – 16:38 / Atualizado em 29/11/2018 – 20:20

Cabo da PM e vice da OAB de Salto ironizaram críticas ao 'sanduíche Maria da Penha' Foto: Reprodução / Facebook Cabo da PM e vice da OAB de Salto ironizaram críticas ao ‘sanduíche Maria da Penha’ Foto: Reprodução / Facebook

RIO – Um diálogo envolvendo um cabo da Polícia Militar e o vice-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) em Salto (SP) chamou a atenção de internautas nesta quinta-feira por envolver o nome da vereadora carioca Marielle Franco na polêmica que envolve uma hamburgueria do município paulista. O estabelecimento nomeou um sanduíche de “Maria da Penha”, numa referência à lei de combate à violência contra a mulher e listou os ingredientes do produto com destaque para o “repOLHO ROXO” (com destaque de cor roxa nas letras maiúsculas).

O caso passou a ser debatido na web e chegou até o grupo “Conecta Salto!”, que reúne 14.546 membros dispostos a discutir questões relacionadas ao dia a dia da cidade. Em uma publicação sobre o polêmico caso do sanduíche, o cabo da PM Jonatas Guedes mencionou de maneira jocosa o nome da parlamentar do Rio de Janeiro, que foi morta em março num crime que, oito meses depois, segue sem solução.

“Quero o X-Marielle”, escreveu o cabo, que é um dos moderadores da comunidade no Facebook.

Guedes foi respondido pelo advogado Flavio Roberto Garcia, que é vice-presidente da OAB saltense. A réplica feita pelo representante da instituição mencionava “azeitonas”, gíria conhecida como sinônimos de projéteis — Marielle morreu com quatro deles na cabeça .

“Muitas azeitonas?”, questionou Garcia, outro integrante da moderação.

A conversa entre os dois terminou com uma tréplica do agente policial:

“Não me recordo com quantas azeitonas vem”, publicou o PM.

Procurada pelo GLOBO, a OAB de Salto informou, em nota assinada pelo presidente Paulo Miranda Campos Filho, que não se manifesta sobre “interações pessoais” nas redes sociais e que se limita a responder “denúncias feitas de forma expressa” e encaminhadas à Comissão de Ética e Disciplina com a condição de que o profissional tenha cometido “algum deslize de ordem ética ou disciplinar no exercício de sua profissão”.

O advogado Flavio Garcia escreveu um pedido de desculpas em seu perfil no Facebook, onde escreveu que “brincadeiras indignas e desrespeitosas à relevante causa de Marielle Franco não devem, de forma alguma, ser aceitas”.

A PM de São Paulo classificou o comentário do cabo Jonatas Guedes como “de mau gosto e desnecessário” e afirmou, em nota, que não compartilha do teor da fala. Apesar da reprovação, a corporação disse também que “não proíbe a manifestação pública de seus integrantes” e que a publicação é de inteira responsabilidade do policial.

*Estagiário, sob supervisão de Eduardo Graça.

Receba as “Notícias De Indaiatuba’ no Seu WhatsApp Os leitores que solicitarem o serviço gratuito irão receber, direto nos seus aplicativos, as principais notícias do dia. Estar sempre conectado aos aplicativos de mensagens instantâneas, como o WhatsApp, não significa estar desinformado. Com o Notícias de Indaiatuba, você pode receber diariamente as principais notícias do dia no seu celular. Para participar, basta adicionar nos seus contatos o número (19) 98122-4163 e enviar uma mensagem pelo WhatsApp, enviando a palavra “Notícias de Indaiatuba” (quem já é adepto do serviço continuará recebendo as notícias pelo número divulgado anteriormente). O esquema de envio será via lista de transmissão. Isso significa que os leitores que optarem por receber o conteúdo só serão notificados pelo Notícias de Indaiatuba, que administra o grupo.

Artigos relacionados
Carregar mais por - redação
Carregar mais em Região
Comentários estão fechados.

Leia também

Inscrições para oficinas culturais no Cras do Campo Bonito acontecem na próxima semana

Notícias Inscrições para oficinas culturais no Cras do Campo Bonito acontecem na próxima s…