Connect with us

Região

Aeroporto de Viracopos solta rojões buscando resolver problema para as decolagens

Artigo

em

Cena do vídeo que você assiste abaixo




Um vídeo registrado na manhã desta terça-feira, 20 de julho, nas proximidades do Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP), mostra o momento em que um funcionário da concessionária que administra o local solta rojões buscando resolver o problema da presença de aves no caminho das decolagens das aeronaves.

LEIA TAMBÉM

Como se nota na gravação acima, publicada pelo canal Juupraduu VCP, havia na manhã de hoje muitos urubus na região da cabeceira 33 de Viracopos, criando um elevado risco de colisão com as aves, o chamado “bird strike”.

Inicialmente um Embraer 195-E2 da Azul Linhas Aéreas é visto decolando em meio aos animais. Então, após a passagem da aeronave, um funcionário do aeroporto acende os rojões, na tentativa de dispersar as aves com o ruído das explosões.




Logo depois, um Embraer EMB-110 Bandeirante é filmado decolando, agora já com menos urubus na trajetória de decolagem. Segundo a descrição do vídeo, na sequência as aves foram se dissipando.

Impactos com aves raramente levam a consequências graves para o voo, mas podem gerar transtornos à operação, como uma necessidade de retorno ao aeroporto por conta, por exemplo, de algum dano ou a uma falha de motor em caso de ingestão de um animal de porte relevante.

Assim sendo, aeroportos sempre buscam conscientizar a população para que evitem criar situações que atraiam aves aos arredores, como a instalação de aterros sanitários ou o descarte de lixo orgânico em locais inadequados ao ar livre.

Veja a seguir alguns casos de impactos com aves, registrados recentemente no próprio Aeroporto de Viracopos, mas que não resultaram em problemas por terem ocorrido com animais de pequeno porte:




Continue lendo
PUBLICIDADE

Região

Covid-19: Pfizer entrega mais 1 milhão de doses da vacina ao Brasil por Viracopos

Artigo

em

Por

LEIA TAMBÉM

Equipes descarregam lote com doses da vacina da Pfizer no Aeroporto de Viracopos, em Campinas (SP), em junho de 2021 — Foto: UPS/ALF VCP TV

O avião carregado com mais 1 milhão de doses da vacina contra Covid-19 da Pfizer/BioNTech chegou ao Brasil às 20h44 desta terça-feira (3), no Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP). É a primeira remessa da operação que prevê 17 milhões de doses até 22 de agosto.

Com a nova entrega, a empresa já enviou 36 lotes ao país, totalizando 31,3 milhões de 200 milhões de doses da vacina Pfizer/Biontech contratadas pelo governo federal. A farmacêutica diz que vai cumprir o cronograma de entrega total até o final de 2021.

Segundo a Pfizer, as doses enviadas ao Brasil são produzidas em duas fábricas nos Estados Unidos, Kalamazoo e McPherson, além de uma fábrica na Europa, Purrs na Bélgica. Um novo lote com 1.053.000 doses está previsto para chegar nesta quarta-feira (4), também em Viracopos.

Mais doses

A farmacêutica prevê entre o final de agosto e setembro a entrega de 52,4 milhões de doses – que fazem parte do primeiro acordo com o governo federal, firmado no dia 19 de março e que contempla a disponibilização de 100 milhões de vacinas até o final do terceiro trimestre de 2021.

O segundo contrato, assinado em 14 de maio, prevê a entrega de outras 100 milhões de doses entre outubro e dezembro.

Lote de vacinas da Pfizer é descarregado no Aeroporto de Viracopos, em Campinas (SP), em foto de junho de 2021 — Foto: Polícia Federal

Começou em abril

A Pfizer utilizou o Aeroporto de Viracopos para todas as entregas ao Brasil até agora. A primeira remessa teve 1 milhão de doses e foi recebida pelo país em 29 de abril, em cerimônia que contou com a presença do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga.

A logística de entrega das doses ao governo federal conta com apoio da Polícia Federal e da Polícia Rodoviária Federal. Equipes acompanham o desembarque em Viracopos e escoltam o transporte rodoviário das doses até o centro de distribuição do Ministério da Saúde, em Guarulhos (SP).

“As vacinas são despachadas de avião até o Aeroporto Internacional de Miami, nos Estados Unidos, para então seguir viagem rumo ao Brasil. Os imunizantes são descarregados do avião entre 30 minutos e 1 hora, dependendo da quantidade, e enviados para o centro de distribuição do Ministério da Saúde, em Guarulhos”, informa a Pfizer, em nota.

Remessas entregues pelo acordo com o Ministério da Saúde

Entregas previstas

  • 04/08: 1.053.000 doses
  • 05/08: 1.834.560 doses (2 voos)
  • 06/08: 824.850 doses
  • 08/08: 2.106.000 doses (2 voos)
  • 10/08: 1.082.250 doses
  • 11/08: 1.076.400 doses
  • 12/08: 1.072.890 doses
  • 15/08: 2.152.800 doses (2 voos)
  • 17/08: 1.082.250 doses
  • 19/08: 1.072.890 doses
  • 22/08: 2.152.800 doses (2 voos)

Entrega pelo consórcio Covax Facility

Armazenamento

No fim de maio, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou novas condições de conservação e armazenamento para a vacina da Pfizer, que agora pode ser mantida em temperatura controlada entre 2ºC e 8ºC por até 31 dias. A orientação anterior era de cinco dias.

Antes da liberação dos frascos para a vacinação, as doses da Pfizer precisavam ser armazenadas em caixas com temperaturas entre -25°C e -15°C por, no máximo, 14 dias. Tais condições não permitiam que a vacina fosse enviada para municípios distantes mais que 2h30 da capital do estado.

Que vacina é essa? Pfizer Biontech

Que vacina é essa? Pfizer Biontech

Histórico

A vacina da Pfizer/BioNTech foi alvo de recusa e polêmicas dentro do governo federal. Ainda no ano passado, três ofertas formais para venda de 70 milhões de doses foram feitas pela empresa e ficaram sem resposta do Ministério da Saúde.

Também em dezembro, o secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Arnaldo Medeiros, descartou a compra da vacina por causa da exigência de armazenamento em baixas temperaturas.

A vacina foi a primeira a obter registro sanitário definitivo pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), em fevereiro deste ano.

O imunizante pode ser aplicado em pessoas a partir de 12 anos de idade, em duas doses, com intervalo de 21 dias entre elas. A vacina é a única que pode ser aplicadas em menores de 18 anos no Brasil.

Inicialmente a autorização da Anvisa permitia o uso a partir de 16 anos. Mas o órgão autorizou a mudança na bula da vacina no país. Entretanto, ainda não há perspectivas de vacinação dessa faixa etária no Brasil.

A ampliação da idade em adolescentes foi aprovada depois de a Pfizer apresentar estudos que indicaram a segurança e eficácia da vacina para este grupo. Os estudos foram desenvolvidos fora do Brasil e avaliados pela agência.

Vacina contra Covid-19 da Pfizer — Foto: Thiago Philip / TV Globo

VÍDEOS: tudo sobre Campinas e Região

Continue lendo

Polícia

Polícia apreende menores por tráfico de drogas

Artigo

em

Por

Na tarde de sábado, 31, durante patrulhamento preventivo a equipe policial visualizou uma movimentação de indivíduos próxima ao bloco G10, no CDHU, em Itu.

LEIA TAMBÉM

A ROCAM 3 e a força tática I-50018 se dirigiu pela área asfaltada e outra equipe pela estrada de terra com acesso aos fundos do bloco. Os dois indivíduos correram sentido a área de pasto, deparando-se com uma das equipes, evadindo-se em sentidos opostos.

Um deles adentrou a área de mata, mas não obteve êxito na fuga e foi detido. Com ele, foram localizados doze pinos de crack, quinze porções de maconha e oitenta e quatro reais em espécie acondicionados em uma sacola plástica branca entre as roupas íntimas.

O outro fugiu em sentido aos blocos do CDHU novamente e detido com o apoio da ROCAM 3. Com ele, foi localizado quatorze pinos de cocaína, dezesseis pinos de crack e sessenta e sete reais em espécie no bolso direito de sua calça de moleton. Foi feito uso de algemas em ambos devido ao fundado receio de novas fugas, sendo ofertado a ambos atendimento médico inerentes aos pequenos arranhões e escoriações ocasionados pela fuga, que foram, segundo Boletim, imediatamente recusados.

Diante dos fatos, com apoio do Tático I-50018 e demais equipe de ROCAM as mães dos jovens foram chamadas para acompanha-los e eles foram conduzidos ao Distrito Policial Central onde a plantonista Ana Maria Gonçalves Sola elaborou o Boletim de Ocorrência da Polícia Civil de de tráfico de drogas, permanecendo os menores apreendidos.

Com informações Jornal de Itu

Continue lendo

Notícias

Confira as vagas de empregos da Proficenter para Salto, Itu e Indaiatuba

Artigo

em

Por

blog do nelson lisboa Salto
Cadastre seu currículo no site da empresa ou leve pessoalmente

O Grupo Proficenter, responsável por recrutamento e seleção para dezenas de empresas da região, anuncia as seguintes vagas hoje, dia 3 de agosto:

– Ajudante de Serralheiro (ensino médio, curso de solda MIG/MAG e morar em Salto);

LEIA TAMBÉM

– Montador Mecânico (curso técnico, exp em montagem, ajustes, start-up e assistência técnica de equipamentos, além de conhecimento em pneumática (cilindros e válvulas, torno, fresa e solda);

– Assistente Administrativo (exp na área, organização de agenda e viagens, organizado, para trabalhar em Itu);

– Operador de Máquina de Corte (ensino médico completo, experiência, curso de CNC, metrologia e leitura e interpretação de desenhos, morar em Salto);

– Programador de CLP (curso técnico, experiência comprovada na área, conhecimento em programação de impressoras de etiquetas (Código de barras, qr code e data matrix), com leitores de código de barras/sistema de visão e programação e parametrização de servo motores e drives. Pede-se residir em Salto, Itu ou Indaiatuba;

– Auxiliar de compras (ensino médico completo, experiência na área de compras e inventário, inglês intermediário, residir em Salto).

Interessado? Mande seu currículo para [email protected], com o nome da vaga no assunto do e-mail.
Veja todas as vagas da Proficenter clicando aqui.
AH! A empresa trabalha com vagas, terceirização, mão de obra temporária (recrutamento e administração), recrutamento e seleção.

Continue lendo

+ VISTOS