A demanda por uma produção mundial de alimentos mais rápida, eficaz e sustentável, aliada a novas demandas dos consumidores, exige a reavaliação de práticas tradicionais no agronegócio. Segundo estimativas da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO), em 1960, cada ser humano tinha em média 4,3 hectares de área arável na Terra. Já em 2020, esse índice deve cair para 1,8 hectares. Entre os principais fatores apontados pela organização estão as mudanças climáticas, a urbanização e a degradação dos solos, aumentando a urgência para uma produção de alimentos mais preocupada com a preservação ambiental.

Dessa forma, aliar a rentabilidade dos negócios com a sustentabilidade é o grande objetivo do setor agropecuário, alcançado por meio da adoção de tecnologia de ponta. Fundada em 1980 nos Estados Unidos pelo cientista e empreendedor irlandês, Dr. Pearse Lyons, a Alltech conta com uma trajetória de 40 anos oferecendo soluções nutricionais para animais e plantas. Os mais de 200 produtos da empresa são resultados do desenvolvimento para atender as necessidades atuais.

Uma das principais linhas de pesquisa envolvidas nesse processo é a nutrigenômica. A Alltech é a única empresa privada do agronegócio mundial com um centro específico para esse tipo de análise, inaugurado em 2008. “Nós buscamos entender como a nutrição pode impactar no desempenho animal, via estudo do código genético de cada espécie. Este estudo permite um ajuste fino da nutrição, o que nos possibilita maximizar os resultados. Tudo o que passa pela aplicação, criação e desenvolvimento dos nossos produtos passa por essa ciência”, explica o diretor estratégico da Alltech na América Latina, Paulo Rigolin.

A escolha dos ingredientes presentes na dieta também é fundamental para que o produtor agregue maior valor ao seu plantel. “Nós percebemos, com o desenvolvimento genético, que os animais exigem uma eficiência maior de absorção dos minerais, o que nos trouxe desafio de buscar uma alternativa aos minerais inorgânicos, que eram tradicionalmente utilizados. A partir disso, identificamos como seria possível substituí-los por minerais orgânicos para suprir não só as exigências nutricionais, mas também melhorando sua performance”, acrescenta Rigolin.

O centro dos esforços da Alltech para redefinir a alimentação animais e plantas e agregar valor à cadeia produtiva está em seus quatro centros de biociências, que contam com uma equipe de mais de 100 pesquisadores. Os estudos são complementados, ainda, por uma rede global de aproximadamente 30 alianças com as principais universidades e institutos ao redor do mundo. No Brasil, a Alltech conta com quatro universidades parceiras: Universidade de São Paulo, Universidade Federal de Viçosa, Universidade Federal de Santa Catarina e Universidade Estadual de Maringá.

Valorização do coletivo

O reconhecimento da importância do debate global e ações que busquem um futuro sustentável de produção fazem parte da visão Planet of Plenty™ da Alltech. “Nossas jornadas podem ser individuais, mas se trabalharmos juntos, nosso destino pode ser o mesmo,” afirma o presidente e CEO da Alltech, Mark Lyons. “Essa visão exige uma nova era de colaboração. O Planet of Plenty é um convite para trabalhar em conjunto, em todos os setores da indústria e fronteiras geográficas, para criar um lugar onde animais, plantas e pessoas prosperem em harmonia”, acrescenta Lyons.

Exposição

Para apresentar os principais estudos e trabalhos desenvolvidos pela empresa, a Alltech estará presente no Show Rural Coopavel, um dos principais eventos do setor agropecuário brasileiro. A exposição acontece entre os dias 3 e 7 de fevereiro na cidade de Cascavel (PR). Também estará presente a equipe técnica da empresa, que apresentará aos produtores soluções em nutrição animal e vegetal, além de esclarecimento sobre dúvidas de manejo.

Fonte: Assessoria

Receba as “Notícias De Indaiatuba’ no Seu WhatsApp Os leitores que solicitarem o serviço gratuito irão receber, direto nos seus aplicativos, as principais notícias do dia. Estar sempre conectado aos aplicativos de mensagens instantâneas, como o WhatsApp, não significa estar desinformado. Com o Notícias de Indaiatuba, você pode receber diariamente as principais notícias do dia no seu celular. Para participar, basta adicionar nos seus contatos o número (19) 98122-4163 e enviar uma mensagem pelo WhatsApp, enviando a palavra “Notícias de Indaiatuba” (quem já é adepto do serviço continuará recebendo as notícias pelo número divulgado anteriormente). O esquema de envio será via lista de transmissão. Isso significa que os leitores que optarem por receber o conteúdo só serão notificados pelo Notícias de Indaiatuba, que administra o grupo.

Artigos relacionados
Carregar mais por - redação
Carregar mais em Região
Comentários estão fechados.

Leia também

São José terá novos parques para cães até maio de 2020

São José dos Campos terá novos espaços caninos até maio — Foto: PMSJC/Divulgação São José …