CAMPO LIMPO PAULISTA
Um homem de 44 anos decidiu tirar a própria vida antes de ser denunciado à polícia pela esposa, sob a acusação de tentar abusar sexualmente da enteada, uma mulher de 38 anos, com atraso mental que a faria agir com uma criança de cinco.
O meio escolhido pelo homem foi uma morte por atropelamento de trem. O caso ocorreu em Campo Limpo Paulista.  De acordo com o maquinista, que chegou a acionar os freios, o pedestre parou na linha férrea. Quando a composição de aproximou, ele abriu os braços e esperou o impacto. 
Algum tempo depois da notícia do atropelamento chegar à Polícia Civil, a esposa do homem apareceu na delegacia. Afirmando que sabia da morte do companheiro, deu sua versão sobre o que o teria motivado a cometer o ato tresloucado.
Ela afirmou que cochilava em casa, quando despertou e percebeu o homem levando a enteada para a cozinha. Resolveu levantar-se e ir atrás para ver o que estava acontecendo, deparando-se com uma cena que a estarreceu.
Viu o companheiro com a bermuda abaixada, tentando abusar da deficiente, o que a fez gritar com ele, advertindo-o sobre a conduta. Por conta disso, continuou, o homem investiu contra a declarante, ocorrendo luta corporal entre ambos que terminou com ele ajoelhado em seu peito, tentando enforcá-la.
A mulher garantiu que gritou neste momento na tentativa de conseguir ajuda de vizinhos. Isso fez com que o agressor saísse correndo para a rua e não mais voltasse para casa.
O falecido era natural de Pernambuco, segundo a polícia. Também foi verificado que ele já registrava uma condenação por abuso sexual.
Via Imprensa Policial 

Artigos relacionados
Carregar mais por - redação
Carregar mais em Região
Comentários estão fechados.

Leia também

Bolsonaro passará por cirurgia para retirar cálculo da bexiga na próxima sexta-feira (25) em São Paulo

O presidente Jair Bolsonaro será submetido a uma cirurgia na próxima sexta-feira (25) para…