O A330-900neo tem autonomia de 7.200 milhas náuticas (Airbus)

Hoje consolidada como a companhia aérea que atende mais destinos no Brasil, voando para 105 cidades, a Azul iniciava há cinco anos sua carreira no mercado internacional. O primeiro voo da empresa para fora do País foi o trecho entre Viracopos (Campinas) e Fort Lauderdale, no estado da Flórida, nos EUA, iniciado no dia 1 de dezembro de 2014 e que atualmente é uma das frequências mais procuradas por turistas brasileiros que viajam para Miami.

Foi um início ousado e que exigiu grandes investimentos, como foi o caso da aquisição dos jatos de grande porte Airbus A330-200 e mais adiante o modelo reformulado A330-900neo. Até então, a Azul operava apenas aeronaves da Embraer e turbo-hélices ATR – os A320neo foram incorporados somente em outubro de 2016.

Passados cinco anos, o voo da Azul entre seu principal hub em Viracopos e Fort Lauderdale acumulou números expressivos. Nesse período, a companhia realizou mais de 11 mil voos no trecho e transportou um total de 2,5 milhões de passageiros, volume semelhante a população da Jamaica.

Somadas todas as viagens nessa rota, os A330 da companhia percorreram sem registrar um único incidente mais de 75 milhões de quilômetros. Tal distância é equivalente a 1.871 voltas ao redor da Terra ou algo próximo de uma viagem de ida e volta até Vênus ou 195 voos até a Lua.

Logo após a estreia em Fort Lauderdale, no dia 15 de dezembro de 2014 a Azul passou a voar entre Viracopos e Orlando, cidade nos EUA que atualmente também é atendida pela empresa a partir de Belo Horizonte (MG) e Recife (PE). Mais adiante, no final de 2017,  a companhia lançou o trecho ligando Belém (PA) a FLL.

A malha internacional da Azul atende hoje um total de 10 destinos partindo de cinco cidades no Brasil (Campinas, Belém, Porto Alegre, Recife e Belo Horizonte). Além dos trechos para os EUA, a companhia ainda tem voos para Lisboa e Porto (em Portugal), Caiena (Guiana Francesa), Montevidéu e Punta del Este (Uruguai), Buenos Aires, Córdoba e Bariloche (Argentina).

Questionada pelo Airway se pretende abrir novos voos internacionais, a Azul respondeu que ainda é cedo para especular sobre isso por conta do momento econômico desfavorável que o País enfrenta. Enquanto isso, a empresa segue na terceira colocação entre as companhias brasileiras com mais voos para o exterior, atrás da LATAM Airlines Brasil, que voa para 26 destinos no exterior, e a Gol, que atende 15 cidades fora do Brasil

Veja mais: LATAM lança serviço de stopover em aeroportos de São Paulo

Artigos relacionados
Carregar mais por - redação
Carregar mais em Região
Comentários estão fechados.

Leia também

Coringa está em cartaz no Kinoplex

Alt + Shift + C ir para o conteúdo Alt + Shift + M ir para o menu Alt + Shift + F ir para …