Em União da Vitória, no Paraná, um homem foi condenado pela Justiça a pagar R$ 15 mil depois de ter sido diagnosticado com Covid-19 e ainda assim descumprido o isolamento social. O réu teve sintomas da doença em junho e foi determinado que ficasse em casa, isolado por dez dias.

De acordo com a denúncia no Ministério Público do Paraná, o homem assinou um termo de consentimento, onde declarava ciência de que precisava ficar em casa. Mesmo assim, ele viajou a trabalho para Curitiba três dias depois de assinar o documento. Na ocasião ele ainda apresentava sintomas de Covid-19.

LEIA TAMBÉM

Leia também:

A viagem foi feita de carro junto com outras duas pessoas, que não sabiam que o réu estava com sintomas da doença, segundo a denúncia. Enquanto ainda estava em Curitiba, o homem recebeu o diagnóstico positivo para a doença. A denúncia também relata que ele respondeu à enfermeira que ligou para anunciar o resultado que estava em isolamento domiciliar.

Um vizinho do homem foi quem entrou em contato com a Unidade Básica de Saúde (UBS) para denunciar que o acusado estava em Curitiba, e não em casa.

No dia 18 de setembro, o juíz Luís Mauro Lindenmeyer Eche condenou o homem a pagar R$ 15 mil por danos sociais. O valor será direcionado para a Fundação Municipal de Saúde de União da Vitória. Além disso, a decisão ordenou que o homem deve arcar com os custos processuais.

O Ministério Público do Paraná informou que cabe recurso.

As informações são do G1.

Artigos relacionados
Carregar mais por - redação
Carregar mais em Brasil
Comentários estão fechados.

Leia também

Com prefácio de Flávio Augusto, livro traz diversos insights sobre negócios e gestão

Com prefácio de Flávio Augusto, livro traz diversos insights sobre negócios e gestão Por A…