Connect with us

Notícias

Pesquisa comprova maior eficácia de teste HPV para detecção de câncer

Artigo

em

Cientistas desenvolveram um novo exame de sangue capaz de detectar cinco tipos de câncer de forma precoce
Pesquisa realizada pela Unicamp comprova maior eficácia de teste HPV para detecção de câncer. Crédito: Edward Jenner/ Pexels

A aplicação do teste de HPV baseado em DNA para rastreamento do câncer de colo de útero é mais eficaz na detecção da doença. Pesquisa desenvolvida pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) comprovou a eficácia do teste no Brasil. O comparativo é com o exame de Papanicolau, que identifica células já doentes. A detecção do câncer nas mulheres que fizeram o teste de DNA-HPV foi antecipada em dez anos, ainda em estágios iniciais.

O estudo foi feito em parceria com a Prefeitura Municipal de Indaiatuba (SP) de outubro de 2017 a março de 2020, com cobertura de mais de 80% da população-alvo. A cidade tinha o maior índice de informatização de saúde e de cartão do Sistema Único de Saúde (SUS) da região de Campinas. Os primeiros resultados foram publicados em novembro na revista científica The Lancet Regional Health – Americas.

LEIA TAMBÉM

Júlio Cesar Teixeira, pesquisador principal do estudo e diretor de Oncologia do Hospital da Mulher (Caism) da Unicamp, diz que o Papanicolau alcançava apenas 30% das mulheres-alvo. “Passamos da cobertura, que era 30%, para mais de 90% e utilizamos um teste mais sensível e eficiente. O que aconteceu? Em dois anos e meio, detectamos 21 casos de câncer na população, sendo que 14 eram microscópicos”, acrescentou. A idade média era de 39 anos.

No comparativo com o programa anterior, que utilizava o Papanicolau como exame preventivo, foram 12 cânceres detectados e apenas um era microscópico, os demais eram avançados. A idade média desses casos era 49 anos. “Com o novo teste, detectamos os cânceres que iriam surgir nos próximos dez anos na cidade. Nós já detectamos em fases iniciais, com chances de cura próximas de 100%”, explica Teixeira. 

No âmbito do programa, 86,8% dos testes tiveram resultado negativo e 6,3% tiveram indicação de colposcopia. “Você faz uma triagem dessas pessoas. Quem tem o vírus, eu vou olhar para o segundo teste, que pode ser a citologia [Papanicolau] ou já olhar diretamente o colo, com uma colposcopia, que é um exame como uma lente de aumento para ver se ela já tem alguma lesão pré-câncer. Você acaba detectando antes de virar uma lesão em muitas mulheres”, diz o pesquisador.

Teixeira explica que a vacina do HPV, que começou a ser aplicada no Brasil em 2014 e tem como público-alvo crianças e adolescentes de 9 a 15 anos, deve diminuir a circulação do vírus, dificultando o rastreamento pela citologia. “Pela vacina, elas vão ter muito menos alterações, porque vão ter muito menos HPV. Então, o Papanicolau não vai conseguir detectar nada nessa população futura, vai ter que ser um teste de HPV”. 

O estudo desenvolvido pela Faculdade de Ciências Médicas da Unicamp conseguiu comprovar o custo efetivo da substituição do teste. Apesar do custo inicial maior, Teixeira explica que alguns fatores fazem com que o custo total seja menor. Os exames de citologia, por exemplo, precisam ser feitos de três em três anos, e o teste de HPV é feito de cinco em cinco anos. “Um teste de HPV negativo garante cinco anos de risco zero para ter alguma doença importante, então você espaça mais.”

Além disso, há os custos com tratamento, quando o diagnóstico é feito tardiamente. “Se você detectar uma lesão pré-câncer, a mulher vive a vida dela inteira. Se detectar um câncer, ela tem um risco de morrer e encurtar a vida, dependendo do estágio”, exemplifica. O médico acrescenta que o custo do tratamento de um câncer avançado e um microscópico é pelo menos 20% maior.

HPV

De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (Inca), o câncer do colo do útero é causado pela infecção persistente por alguns tipos do Papilomavírus Humano – HPV. “Praticamente de cada dez pessoas durante a vida, oito têm contato nos genitais com o HPV. São vários tipos, e 14 são relacionados a câncer”, explica o pesquisador.

Tirando o câncer de pele não melanoma, o câncer do colo do útero é o terceiro tumor maligno mais frequente na população feminina. E é a quarta causa de morte de mulheres por câncer no Brasil. Em 2020, foram 16,7 mil novos casos. Em 2019, foram 6,5 mil mortes, segundo o Atlas de Mortalidade por Câncer.

Teixeira reforça que este é um câncer que pode ser erradicado, tendo em vista que se conhece o agente causador, o vírus HPV. 

Veja também

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

PUBLICIDADE

Destaque

‘Bolsa Trabalho’ abre vagas para moradores de Indaiatuba; Veja como participar

Artigo

em

Por

Os interessados ​​terão até o dia 7 de fevereiro para se inscrever no programa do Governo do Estado de São Paulo.

O objetivo é qualificar profissionais desempregados, maiores de 18 anos e com renda não superior a meio salário mínimo per capita. Tem duração de cinco meses com dotação mensal de R$ 540,00.

LEIA TAMBÉM

Os cursos profissionais virtuais oferecidos pela Univesp (Universidade Virtual do Estado de São Paulo) têm um total de seis opções com duração de 80 horas e carga horária diária de 4 horas. Os temas abordados são auxiliares de produção e controle de estoque, administração, gestão de pessoas, organização de eventos, procedimentos e serviços administrativos, secretaria e recepção.

Os interessados devem se inscrever pelo link: www.bolsadopovo.sp.gov.br. As inscrições são gratuitas e, apenas de forma On-line. São necessários os seguintes documentos: rg, cpf , carteira de trabalho e comprovante de endereço. Mais informações entrar em contato pelo telefone: (19) 3816-9252

SERVIÇO

DATA DE INSCRIÇÃO: 26/01 até 07/02/2022

LINK: www.bolsadopovo.sp.gov.br.

TELEFONE: (19) 3816-9252.

Com informações Prefeitura de Indaiatuba

Continue lendo

Notícias

Segunda Audiência Pública para Revisão do Plano Diretor acontece quinta-feira (27) em modelo híbrido

Artigo

em

Por

  • Publicação: 26/01/2022 09:33h
  • Redator(es): Sirlene Virgílio Bueno
  • Release N.º: 80

A Prefeitura de Indaiatuba, por meio da Secretaria de Planejamento Urbano e Engenharia, promove na quinta-feira (27), a segunda Audiência Pública para a Revisão do Plano Diretor Municipal (PDM) e Lei de Uso e Ocupação do Solo (LUOS). A apresentação da Proposta Técnica será realizada no Auditório da Prefeitura, a partir das 18h. Devido às restrições impostas pelo Governo do Estado em virtude da pandemia de Covid-19, a audiência será realizada de forma híbrida, com transmissão ao vivo por meio do canal Youtube oficial da Prefeitura, https://youtube.com/c/PrefeituradeIndaiatubaOficial. A população poderá assistir à Audiência Pública e encaminhar contribuições por meio de formulário específico, de maneira remota e segura.

O evento presencial será mantido para as pessoas que não têm acesso à internet e contará com controle de público e demais protocolos sanitários. O uso de máscara cobrindo o nariz e a boca é obrigatório durante toda a audiência, os participantes deverão apresentar o comprovante de esquema vacinal completo (2 doses ou dose única), ou portar resultado negativo de teste de Covid 19 do tipo PCR realizado em até 48 horas, ou do tipo antígeno realizado em até 24 horas, antes da data do evento.

De acordo com o secretário de Engenharia, o arquiteto Rubens Oliveira, o documento para download referente à Etapa 4 dos trabalhos que trata da Proposta Técnica para a Revisão está disponível no site da Prefeitura, na página da Secretaria de Planejamento Urbano e Engenharia – https://www.indaiatuba.sp.gov.br/engenharia/plano-diretor/. “Durante o evento, as sugestões e dúvidas sobre a proposta técnica (Etapa 4) poderão ser encaminhadas de forma virtual por meio do formulário que será disponibilizado na página da transmissão, até o final da apresentação técnica. Lembrando que as manifestação deverão envolver somente temas pertinentes ao conteúdo apresentado”, reforçou.

A revisão do Plano Diretor e a Lei de Uso e Ocupação do Solo tem como objetivo atualizar os principais instrumentos da Política Urbana, os quais organizam o crescimento e o funcionamento da cidade, por meio da definição de um conjunto de ações que devem ser promovidos pelo Poder Público para que todos os cidadãos tenham acesso à moradia, ao saneamento ambiental, à infraestrutura urbana, ao transporte, aos serviços públicos, ao trabalho e ao lazer, seguindo os direcionamentos do Estatuto da Cidade (Lei Federal nº 10.257/2001) e das Resoluções do Conselho da Cidade (em especial nº 25/2005 e nº 34/2005).

Como as leis servem de base para a política municipal de desenvolvimento e ordenamento territorial, a revisão deve ocorrer a cada dez anos, conforme estabelece o Art. 40 do Estatuto da Cidade e o Art.43 do Plano Diretor vigente (Lei Complementar nº 09/2010).

Os trabalhos para a revisão foram iniciados no final de 2019 pela empresa Geo Brasilis, com o suporte e acompanhamento dos técnicos da Secretaria de Planejamento Urbano e Engenharia. “Por conta da pandemia, o tempo decorrido entre o início dos trabalhos e esta segunda audiência foi maior do que o planejado, por isso vamos tornar o debate mais amplo com a realização de uma terceira audiência pública prevista para o mês de fevereiro. Com isso, pretendemos apresentar à Câmara Municipal uma proposta coesa, democrática e factível, com ampla participação popular”, ressaltou o secretário da pasta.

Entre as mudanças propostas na revisão do PDM estão a adequação do mapa de uso do solo com a inserção de todas as nascentes cadastradas após estudos contratados pelo Saae (Serviço Autônomo de Água e Esgotos); a definição clara entre áreas urbanas e rurais, excluindo-se as área de expansão urbana que hoje não possuem índices e parâmetros urbanísticos, respeitando o Estatuto da Cidade; formulação de diretrizes e políticas necessárias à estruturação, ao ordenamento e ao desenvolvimento sustentável dos meios urbano, rural e das indústrias; proporcionar a aprovação de um Plano ajustado à realidade do município; e propor soluções técnicas inovadoras adequadas à dinâmica urbana e territorial de Indaiatuba, com suas vocações e potencialidades, expansão urbana, conflitos de usos existentes, deficiência de infraestrutura e análise crítica do Plano e da Lei de Uso e Ocupação do Solo vigentes.

Notícias relacionadas

Com informações Prefeitura de Indaiatuba

Continue lendo

Notícias

Curso técnico de química da Fiec conquista recertificação do selo de qualidade CRQ IV-REGIÃO com nota máxima

Artigo

em

Por

  • Publicação: 25/01/2022 16:13h
  • Redator(es): Wanielly Amorim
  • Release N.º: 79

O prefeito, Nilson Gaspar e o superintendente da Fundação Indaiatubana de Educação e Cultura (Fiec), Geraldo Garcia, receberam nesta terça-feira (25/1), a placa que simboliza o Selo de Certificação do Conselho Regional de Química (CRQ / IV Região), entregue pela gerente de fiscalização, Andrea Mariano.

No Estado de São Paulo apenas 9 cursos técnicos de Química, de 6 instituições, possuem a certificação vigente do selo que reconhece e atesta a qualidade do curso e a competência da instituição. O curso oferecido pela Fiec, já obteve três certificações do selo que é válido por três anos, a última renovação, foi conferida em novembro de 2021, por meio do Plenário da Câmara Técnica de Ensino do CRQ, certificando a nota máxima inédita à Fiec.

A gerente de fiscalização do conselho, informou que na história do selo, nenhuma escola/curso, havia recebido a nota máxima (cinco), da auditoria técnica do CRQ. “São várias etapas para auditar a qualidade do curso e a Fiec é a única instituição no Estado de São Paulo, a ter o curso de química avaliado com excelência. Parabenizo vocês por essa conquista”. Concluiu Andrea.

O prefeito Nilson Gaspar, parabenizou a equipe Fiec e os professores. “Indaiatuba tem mais de 400 empresas em atividades químicas e a grande maioria delas absorvem a mão de obra qualificada da Fiec, pois sabem da qualidade oferecida pelo curso, a conquista do selo é o retorno de que o trabalho está sendo bem executado”. Concluiu.

O superintendente da Fiec, creditou a conquista do selo aos docentes do técnico de Química

“Os professores são altamente capacitados e fazem um excelente trabalho de profissionalização do aluno. A Fiec oferece toda a infraestrutura laboratorial com modernos equipamentos, para que tenham a prática exata da área química”. Finalizou.

Para o coordenador dos cursos, Claudemir Borgo, o selo traz inúmeros benefícios principalmente para os alunos. “A revalidação do curso técnico, atesta não só a qualidade do curso e dos docentes, mas garante ao aluno alto índice de empregabilidade, pois é o diferencial que só a Fiec oferece em Indaiatuba”. Encerrou.

Também estiveram presentes na cerimônia de entrega do selo, o secretário de meio ambiente Guilherme Gaspar Magnusson, a diretora da Fiec Eliane Geiss, a assistente de direção Nilza Chavier, e a representante do Conselho Regional de Química na Fiec, Prof.ª. Marta Eliza Bérgamo.

Sobre o Programa Selo de Qualidade CRQ-IV

Criado em 2007, o Programa objetiva oferecer um instrumento de identificação e certificação das escolas comprometidas com a qualidade de ensino. Define parâmetros a partir dos quais as instituições podem se auto avaliar, fazer ajustes e assim proporcionar uma formação adequada às necessidades do mercado de trabalho. O Selo também serve como parâmetro para que estudantes possam escolher os melhores cursos, bem como para sinalizar às empresas onde buscar os melhores estagiários e profissionais para compor seus quadros de colaboradores.

Notícias relacionadas

Com informações Prefeitura de Indaiatuba

Continue lendo
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Destaque

DestaqueAtualizado há 3 horas

‘Bolsa Trabalho’ abre vagas para moradores de Indaiatuba; Veja como participar

Os interessados ​​terão até o dia 7 de fevereiro para se inscrever no programa do Governo do Estado de São...

DestaqueAtualizado há 16 horas

Veja a chegada do A321 da Minnie no Aeroporto de Viracopos

Desde a sua criação, a Azul Linhas Aéreas tem investido fortemente em marketing, tanto por conta própria quanto por meio...

DestaqueAtualizado há 19 horas

SEG Automotive abre processo seletivo pela internet para área de Produção e TI

Fornecemos soluções para os requisitos de mercado de hoje e de amanhã. Há mais de 100 anos, nossos motores de...

DestaqueAtualizado há 19 horas

EBF seleciona funcionários para trabalho em Indaiatuba

LEIA TAMBÉM Diárias no Royal Palm Plaza Resort, em Campinas, a partir de R$ 832 com pensão completa Bandidos mantém...

DestaqueAtualizado há 1 dia

Em comemoração ao aniversário de São Paulo, GOL oferece voos a partir de R$ 134,77

A GOL Linhas Aéreas, que tem na capital paulista um de seus principais hubs, formado pelos aeroportos de Congonhas (CGH)...

BrasilAtualizado há 2 dias

Bebê de 1 ano morre após auxiliar de enfermagem aplicar medicação errada

Luiz Eduardo Pedro Costa, de 1 ano e 6 meses de idade, que estava internado no Hospital de Bastos desde...

DestaqueAtualizado há 2 dias

Marfrig abre processo seletivo para Operadores, Técnicos e Analistas; Saiba como se candidatar

A Marfrig é uma empresa com presença e atuação global, com produtos consumidos por milhões de clientes em mais de...

DestaqueAtualizado há 3 dias

Lenovo abre inscrições para programa de empregos 2022

A Lenovo, empresa chinesa de tecnologia, anunciou a abertura de novas vagas de emprego em Indaiatuba e São Paulo. A...

DestaqueAtualizado há 5 dias

Polícia Federal cumpre mandados de prisão em operação contra o tráfico de drogas em Indaiatuba

Nesta sexta-feira (21), a Polícia Federal cumpriu mandados de prisão, busca e apreensão na segunda fase de repressão ao tráfico...

DestaqueAtualizado há 5 dias

Confira o calendário infantil da vacinação nos dias 24 e 25 de janeiro

A Prefeitura de Indaiatuba dá sequência à vacinação contra a COVID-19 para crianças de 5 a 11 anos no Espaço...

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

TAGS

+ VISTOS