LEIA TAMBÉM

Antiga Estação Ferroviária de Campinas — Foto: Carlos Bassan/Prefeitura de Campinas

A Prefeitura de Campinas (SP) prevê lançar, até o fim de 2021, uma licitação para implantar um modal ferroviário de 18 km que ligará o Centro da metrópole até o Aeroporto Internacional de Viracopos. A ideia, segundo a administração municipal, é apresentar um novo modelo de transporte de passageiros e modernizar o sistema de mobilidade urbana da cidade.

O primeiro passo do projeto aconteceu com o lançamento do edital para que empresas ou consórcios apresentem estudos de viabilidade para a implantação da ideia e avaliem a melhor forma de aplicar o projeto, seja com uma concessão ou por meio de Parceria Público-Privada (PPP). Os interessados têm até 30 dias para manifestar o interesse e, depois, mais três meses para protocolar as propostas.

O secretário de Transportes de Campinas, Vinícius Riverete, afirmou ao G1 que, caso o estudo comprove que há viabilidade financeira e de demanda para a implantação do modal, a prefeitura vai lançar a licitação até o fim do ano. Segundo o titular da pasta, a ligação será feita entre o aeroporto e o Pátio Ferroviário da cidade, no Centro.

“Os estudos são para a gente ver se a conta fecha. Se há viabilidade. A Emdec tem um levantamento que mostra que há carregamento [fluxo de passageiros], mas é só isso. Claro que precisamos de um estudo muito mais detalhado para saber se é viável e praticável em termo de custos. Campinas precisa pensar como a oitava cidade do país e não um município pequeno”, explicou.

Riverete ainda afirmou que o tempo previsto de conclusão da obra, a partir do início do trabalho, é de pelo menos dois anos. No entanto, ele não deu nenhuma projeção do investimento – todo feito pela iniciativa privada. “O que temos definido é que quem vencer a licitação vai pagar pelo estudo”, completou.

Metrô longe do horizonte

Apesar de voltar o olhar para um possível modal ferroviário, a prefeitura não pensa na implantação de um metrô em Campinas. De acordo com o secretário, atualmente a metrópole registra uma média de 220 mil passageiros por dia no transporte público, sendo que uma demanda para funcionamento de metrô, segundo ele, deve ultrapassar três milhões de pessoas.

“Seria muito prematuro a gente falar disso, mas o secretário de Transportes Metropolitanos do estado me disse em uma reunião qual era o custo do metrô e dessa forma é inviável. Ele me disse que o valor é de R$ 1 bilhão por quilômetro. Ou seja, o metrô iria custar no mínimo R$ 38 bilhões. Tem que ter muito passageiro. A conta ainda não fecha”, afirmou.

VÍDEOS: saiba tudo sobre Campinas e Região

Artigos relacionados
Carregar mais por - redação
Carregar mais em Região
Comentários estão fechados.

Leia também

Yoki fará “Yokermesse 2021” para o público celebrar as Festas Juninas de casa

Entretenimento LEIA TAMBÉM Yoki fará “Yokermesse 2021” para o público celebrar as Festas J…