Coronavírus: na fase vermelha, Piracicaba abre apenas comércio essencial nesta segunda

Coronavírus: na fase vermelha, Piracicaba abre apenas comércio essencial nesta segunda

Com a regressão da região de Piracicaba (SP) para a fase 1 (vermelha) do Plano São Paulo de retomada gradual da economia, os comércios não essenciais voltam a fechar nesta segunda-feira (29). A decisão vale, pelo menos, até 5 de julho, quando o plano será revisto conforme a situação da pandemia.

No dia 10 de junho, a região tinha ficado na fase laranja do Plano SP, que permitia o funcionamento de comércios como imobiliárias, concessionárias, escritórios, shoppings, indústria e construção civil. As atividades estavam funcionando normalmente, mas em horário reduzido.

Com a mudança de fase, as prefeituras das 26 cidades do Departamento Regional de Saúde (DRS) de Piracicaba precisaram regredir na reabertura. São elas:

  • Águas de São Pedro
  • Analândia
  • Araras
  • Capivari
  • Charqueada
  • Conchal
  • Cordeirópolis
  • Corumbataí
  • Elias Fausto
  • Engenheiro Coelho
  • Ipeúna
  • Iracemápolis
  • Itirapina
  • Leme
  • Limeira
  • Mombuca
  • Piracicaba
  • Pirassununga
  • Rafard
  • Rio Claro
  • Rio das Pedras
  • Saltinho
  • Santa Cruz da Conceição
  • Santa Gertrudes
  • Santa Maria da Serra
  • São Pedro

Cosmópolis, Nova Odessa e Santa Bárbara d’Oeste fazem parte do DRS de Campinas, apesar de serem da área de cobertura do G1 Piracicaba. Esses municípios permanecem na fase laranja, conforme determinado para a região de que fazem parte.

1 de 2
Plano SP – tabela correta — Foto: Reprodução

Plano SP – tabela correta — Foto: Reprodução

Alta em óbitos e taxa de ocupação na Saúde

O Departamento Regional de Saúde (DRS) de Piracicaba registrou a maior variação de óbitos nessa atualização do Plano SP. A conta compara o número de mortes pela Covid-19 nos últimos sete dias em relação aos sete dias anteriores. Nesse cenário, a região teve uma variação de 2,07, ou seja, mais que o dobro de mortes.

O plano também detalha a taxa de ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) na região, que é de 66,3%. Na última atualização do plano, a taxa era de 60%.

O número de leitos também aumentou. No dia 8 de junho eram 8,4 leitos para Covid-19 a cada 100 mil habitantes na região. No dia 19 de junho, eram 10,2. E nesta sexta (26), o número é de 11,6.

2 de 2
Movimento em área comercial de Piracicaba durante a pandemia do coronavírus — Foto: Ronaldo Oliveira/ EPTV

Movimento em área comercial de Piracicaba durante a pandemia do coronavírus — Foto: Ronaldo Oliveira/ EPTV

Fases do Plano São Paulo

O Plano São Paulo criou cinco fases de reabertura a partir de critérios como a taxa de ocupação de leitos UTI para Covid-19, quantidade de leitos UTI para pacientes com a doença por cada 100 mil habitantes e os números de casos e mortes.

A classificação das regiões do estado por cores serve para indicar aos prefeitos destas áreas quais as atividades que podem ser autorizadas.

  • Fase 1, vermelha: alerta máximo, funcionamento permitido somente aos serviços essenciais.
  • Fase 2, laranja: controle, possibilidade de aberturas com restrições.
  • Fase 3, amarela: abertura de um número maior de setores.
  • Fase 4, verde: abertura de um número maior de setores em relação à fase 3.
  • Fase 5, azul: “Normal controlado” – todos os setores em funcionamento, mas mantendo medidas de distanciamento e higiene.
Entenda algumas das expressões mais usadas na pandemia do covid-19

Entenda algumas das expressões mais usadas na pandemia do covid-19

Artigos relacionados
Carregar mais por - redação
Carregar mais em Região
Comentários estão fechados.

Leia também

Industria de Indaiatuba seleciona funcionários para Operador Multifuncional

Industria situada no American Park Empresarial NR está com 4 oportunidades de trabalho par…