O Brasil tem 168.141 mortes por coronavírus confirmadas até as 8h desta sexta-feira (20), segundo levantamento do consórcio de veículos de imprensa a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde.

Veja os números consolidados:

  • 168.141 mortes confirmadas
  • 5.983.100 casos confirmados

Na quinta-feira, às 20h, o balanço indicou: 168.141 óbitos desde o começo da pandemia, 644 em 24 horas. Com isso, a média móvel de mortes no Brasil nos últimos 7 dias foi de 544. A variação foi de +54% em comparação à média de 14 dias atrás, indicando tendência de alta nas mortes por Covid.

Em casos confirmados, desde o começo da pandemia 5.983.089 brasileiros já tiveram ou têm o novo coronavírus, com 35.686 desses confirmados no último dia. A média móvel nos últimos 7 dias foi de 28.635 novos diagnósticos por dia, uma variação de +77% em relação aos casos registrados em duas semanas. Também aponta forte tendência de alta em relação às duas últimas semanas.

Brasil, 19 de novembro

Treze estados apresentaram alta na média móvel de mortes: PR, RS, SC, ES, MG, RJ, SP, GO, AP, RO, RR, TO e RN.

Nos próximos dias, essa ausência de atualizações e os números incompletos terão reflexo nos percentuais indicativos de tendência de alta, estabilidade ou baixa nas mortes, nos estados afetados naquela semana, e consequentemente também nos percentuais da tendência nacional nas mortes e nos novos diagnósticos.

Também vale ressaltar que há estados em que o baixo número médio de óbitos pode levar a grandes variações percentuais. Os dados de médias móveis são, em geral, em números decimais e arredondados para facilitar a apresentação dos dados.

  • Subindo (13 estados): PR, RS, SC, ES, MG, RJ, SP, GO, AP, RO, RR, TO e RN
  • Em estabilidade, ou seja, o número de mortes não caiu nem subiu significativamente (4 estados + o DF): DF, PA, BA, CE e PE
  • Em queda (9 estados): MS, MT, AC, AM, AL, MA, PB, PI e SE

Essa comparação leva em conta a média de mortes nos últimos 7 dias até a publicação deste balanço em relação à média registrada duas semanas atrás (entenda os critérios usados pelo G1 para analisar as tendências da pandemia).

  • PR: +74%
  • RS: +39%
  • SC: +56%
  • ES: +59%
  • MG: +64%
  • RJ: +152%
  • SP: +89%

Centro-Oeste

  • DF: -4%
  • GO: +119%
  • MS: -33%
  • MT: -18%
  • AC: -25%
  • AM: -24%
  • AP: +250%
  • PA: +15%
  • RO: +17%
  • RR: +400%
  • TO: +75%
  • AL: -18%
  • BA: +1%
  • CE: -12%
  • MA: -18%
  • PB: -18%
  • PE: -6%
  • PI: -19%
  • RN: +65%
  • SE: -41%

Artigos relacionados
Carregar mais por - redação
Carregar mais em Saúde & Bem Estar
Comentários estão fechados.

Leia também

Expectativa de vida dos brasileiros sobe para 76,6 anos, diz IBGE

Os brasileiros estão vivendo mais. Em média, são 76,6 anos de acordo com levantamento das …